Seja bem vindo

"Bem aventurados os irrepreensíveis no seu caminho, que andam na Lei do Senhor. Bem aventurados os que guardam suas prescrições e o buscam de todo o coração; não praticam iniquidade e andam nos seus caminhos. Tu ordenaste os teus mandamentos, para que os cumpramos à risca. Tomara sejam firmes os meus passos, para que eu observe os teus preceitos." Salmos 119:1-5



quarta-feira, 27 de abril de 2011

Dízimos e ofertas: certo ou errado?


Este é um dos temas, senão o mais discutido pelos descrentes e atualmente pelos “crentes”. Todo mundo conhece ou pelo menos já ouviu algo a respeito de Malaquias 3:10, onde se menciona a respeito do dízimo e no versículo 8 do mesmo capítulo se faz menção também às ofertas, que sua não observância traz a quebra so 8º mandamento (Não roubarás), ou seja, a décima parte e as ofertas, pertecem à Deus, quando nós retemos, pecamos.
Pois bem, esta é a passagem mais contundente sobre o tema, por se tratar não somente dele, mas também por esclarecer seus benefícios e automaticamente a sua não prática lhe trará o antônimo (contrário) daquilo que lhe seria benéfico.
Vemos que o dízimo nos traz a proteção contra o devorador (Joel 1:4) e sua prática nos dá uma prerrogativa que quase não temos na bíblia que seria fazer prova do Senhor, ao abrir sobre o seu povo bênçãos sem medida.
Ora, diante de tal palavra nada mais justo e certo do que atender para tal chamado para ser abençoado. Este argumento para um descrente seria inconcebível (o que no caso em tela não seria algo de se admirar, pois não são crentes). A problemática está na verdade é com os que se dizem crentes!
Ao pesquisar na internet sobre o tema, me deparo com muitos sites ou blogs de pessoas que se dizem crentes em Jesus, onde tem uma extrema aversão por dízimos e ofertas, principalmente pelos dízimos!
Em muitos combatem ferozmente o tema dizendo que isto é errado e pronto e acabou, em outros mencionam que o dízimo era algo do Antigo Testamento e atualmente só vigora as ofertas, pois no Novo Testamento só faz menção à ela (2 Coríntios 9:6-9) e não ao dízimo, outros já englobam tudo como sendo picaretagem dos pastores ao se referirem a tal “teologia da prosperidade” (farei depois um artigo sobre o tema). Em todos são encontrados opiniões divergentes das escrituras! Mas vamos por partes ao retrucar tais pensamentos e esclarecer tais controvérsias.
Primeiro - Para os que dizem que ofertar ou dizimar é errado: Jesus como sendo um bom judeu, seguidor dos mandamentos e obediente era tanto dizimísta como ofertante e em sua existência terrena jamais revogou tal ordenança, ao contrário, deu mais sentido à ela. No texto de Mateus 23:16-24 nos revela que os dízimos e as ofertas continuam, porém é necessário não esquecer da justiça, misericórdia e fé, mas em nenhum momento Jesus censurou os dizimistas ou ofertantes, pois Ele mesmo diz que tem que ter a justiça, misericórdia e fé sem omitir também as ofertas e dízimos.
Segundo – Para quem diz que atualmente só vigoram as ofertas, dízimo era algo do Antigo Testamento: em Gênesis 14:18-20 vemos Abrão nosso pai, o pai da fé, alguém que nós devemos nos espelhar, foi justificado pela fé, um protótipo de crente genuíno, ele Abrão deu o Dízimo!!!! Nesta época Moisés que foi o mediador da Lei, nem existia, o profeta Malaquias muito menos, sendo assim, Abrão quando deu o dízimo de TUDO, não agiu pela Lei do AT, mas sim o fez pela fé. Ante isto não há argumentos, o dízimo vigora normalmente em nossos dias.
O que a Igreja tem que parar também é achar que tudo que está no AT é arcaico e revogado. Jesus cumpriu e não revogou, os 10 mandamentos estão não no NT, mas sim no AT!

Veja o que colabora com isto no texto de Hebreus 7:1-10. Ora segundo este texto, agora do dízimo não é mais entrege no Templo para um levita, mas em rendição a quem é mais alto do que eles. Segundo este texto, Jesus (na figura do Rei de Salém) recebe o dízimo de Abraão, logo concluímos que o mesmo passa isto para sua Igreja, ou seja, ele não aboliu o mesmo, apenas mudou o sacerdócio.
Terceiro – E a tal “teologia da prosperidade”: como já disse, farei um artigo sobre isto, mas de antemão posso lhe dizer que prosperidade existe ao obedecermos aos procedimentos bíblicos (em todas as áreas), o problema com a tal “teologia da prosperidade” é com o desvirtuamento, ou melhor falando, mudança do foco da palavra de Deus que a princípio é a salvação, arrependimento, mudança de vida, nascer de novo, para ser rico (materialmente falando), que ser abençoado ( o sinal de Deus) é quando a pessoa possui muitos bens ou muito dinheiro e por aí vai, por hora vamos até aqui.
Espero que com está exposição sobre o tema, que você seja um dizimísta e ofertante na casa de Deus, mas que sua oferta não venha ser por imposição ou coação, mas segundo tiver proposto em seu coração (2 Coríntios 9:7), pois Deus ama a quem dá com alegria.
Em breve farei um estudo sobre a teologia da prosperidade, até onde é certo e onde ela sai do caminho correto.
Que Deus lhe abençoe e o faça próspero nesta terra que não é a nossa (a nossa é a Jerusalém celestial)!
Deixo-vos o texto de Mateus 6:20, o lugar mais seguro para seu tesouro.

Outros artigos:

Por que tarda o avivamento
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/01/por-que-tarda-o-avivamento.html

Ecumenismo, onde tem isto na Bíblia
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2010/12/ecumenismo-onde-tem-isso-na-biblia.html

Profetas contemporâneos
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2010/12/profetas-contemporaneos.html

Crentes tradicionais x crentes pentecostais
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/02/crentes-tradicionais-x-pentecostais-por.html

sexta-feira, 22 de abril de 2011

O sacrifício foi por você!

video

Achei este vídeo na internet e gostei, apesar de não concordar com o título em português (Sexta Santa), pois isto vem da igreja católica, sendo que tal semana é da páscoa (o correto para dizer, pois Jesus foi o cordeiro pascoal), algo já profetizado!

O pr. Mark elaborou um vídeo das ultimas horas de Cristo até a crucificação (tipo a "Paixão de Cristo" de Mel Gibson, porém sem apologia a Maria e dogmas católicos), pegando o mais puro relato descrito nas escrituras.

Que Deus vos abençoe, pois Ele nos amou até a morte, e morte de cruz para nos salvar!! MAS ELE VIVE, RESSUSCITOU, ELE FOI PARA O PAI, PORÉM VOLTARÁ PARA O SEU POVO E VIVEREMOS COM ELE PARA SEMPRE.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Pêssach: a verdadeira páscoa


Nem ovinhos de chocolate, nem coelhos, nem semana santa, nem proibição de comer carne vermelha são ou representam alguma coisa da Páscoa!
Pois bem, o que seria a Páscoa? Primeiramente temos que saber quando e o motivo que a fez surgir.
No livro de Êxodo 12:1-28, nos relata o início da celebração da Páscoa tido como um mandamento e a principal de todas as celebrações anuais. Temos que entender que, quando foi instituída, o povo de Israel estava passando por uma mudança tremenda de vida, ou seja, estariam deixando de serem escravos de faraó, para se tornarem livres para uma vida diante de Deus, rejeitando com isto o Egito para uma conquista de uma terra prometida, a terra que “mana leite e mel”.
Ora, tal instituição também se deu por ser o cumprimento de uma promessa feita ao povo de Israel, em primeiro a liberdade e sem segundo a proteção sobre suas vidas, sendo então décima praga dirigida aos primogênitos, “todo primogênito seria morto” (Êxodo 11:4-9), porém tal instituição (Páscoa) trazia esta proteção, que quando o cordeiro fosse morto, seria necessário pegar o seu sangue e passar nas ombreiras e na verga da porta em toda casa que comessem, e na casa que não tivesse isto (o sangue), o anjo da morte entraria e ceifaria o primogênito.
Como vemos tal celebração não tem nada haver com a Páscoa dita “cristã”. Primeiro porque a carne do cordeiro é vermelha (muitos acham que é pecado comer carne vermelha nesta semana, então só comem peixe); não tem coelho (ainda por cima, o coelho é tido como um animal imundo); não tem ovos de chocolate (mas sim ervas amargas e um pão chamado de asmo Êxodo 12:8). Assim, a Páscoa tem que ser mais um dia para refletir como um sinal de transição, de sacrifício, proteção e providência, do que propriamente celebrar como uma data festiva e muito comercial.
Os judeus atualmente a celebram nestes moldes do livro de Êxodo, porém faço ressalvas. Primeiro que eles fazem algo que não esta neste mandamento, que é a chamada “cadeira do profeta Elias”, eles põe uma cadeira vazia e chamam o espírito de Elias para vir junto deles (não tem nada de bíblico nisto). Segundo o fazem sem entender seu significado verdadeiro. Ora, eu amo os judeus, pois são meus irmãos, o povo escolhido de Deus, porém por causa da dureza do coração não conseguem ter a revelação pura do significado da páscoa e a quem ela se refere. No livro de 2 Coríntios 3:14-17 o apóstolo Paulo diz que sobre o coração do povo judeu está posto véu, que mesmo quando lêem a Torah (os livros da Lei de Moisés) não conseguem ter a revelação da seu significado, mas quando alguns se convertem ao Senhor, tal véu e tirada e lhes é mostrado a liberdade conquistada pelo cordeiro da páscoa.
A tradução do significado da páscoa é muito importante. Em Hebreus 10:1, diz que a Lei, isto é, a antiga aliança, trazia com ela a “sombra” das dádivas que Deus daria para seu povo, que seria a liberdade da maldição do pecado, da morte, renovando assim aquilo que foi perdido com Adão lá no Éden. Então todo o simbolismo impresso na Lei, tem um significado das coisas celestiais e futuras que aconteceriam.
A Páscoa em si nos dá o sentido de mudança, transição, passagem de uma vida para outra. O que seria isto então?
O Egito simboliza o mundo, os prazeres que o mundo oferece, o pecado que escraviza e não deixa o povo ser livre para adorar à Deus; faraó simboliza o diabo, aquele que trabalha e se esforça para manter a humanidade escravizada e longe de Deus.
Diante disto, surge o plano de Deus para o ser humano, a redenção através da morte de um que seria perfeito (pois o cordeiro tinha que ser sem defeito), trazendo a reconciliação. Este cordeiro foi Cristo Jesus, o Messias (Yeshua Mashiach), o Salvador ungido, que não cometeu pecado (Hebreus 4:15), sendo sacrificado para nossa remissão.
O sangue do cordeiro era o sinal de proteção, pois como dito anteriormente, a casa que não tivesse o sangue seria visitada pela morte. Com Jesus ocorre o mesmo, com o seu sangue nos dá proteção contra a morte (não propriamente a morte do corpo, pois o mesmo tem que passar por isto para receber um corpo glorificado, limpo de pecado e de fraquezas), a condenação do inferno, proteção contra o diabo, contra o pecado, contra a maldição.
Atualmente, com o sangue de Jesus temos uma Nova Aliança, como feita com Abrão (Genesis 14:18) através do vinho e do pão, realizado na Ceia. Jesus quando estava na semana de sua morte na cruz, o mesmo estava reunido com seus discípulos celebrando a Páscoa, mas neste mesmo momento Ele também instituiu a ceia como um mandamento e uma recordação de que o cumprimento da promessa que foi profetizada por Moisés ao instituir a Páscoa foi cumprido!
Não é mais necessário o sacrifício do cordeiro, pois o cordeiro já foi sacrificado não sendo necessário tal feito outra vez porque o sacrifício foi perfeito e ele é para sempre, não tem prazo de validade. Uma vez que com seu sangue Ele se tornou nosso sacerdote, jamais deixará de ser, pois Ele se tornou sacerdote eterno segundo a ordem de Melquisedeque (Hebreus 7:3-28).
Diante disto então, temos acesso para a verdadeira Terra Prometida como dita em Apocalipse 21. Jesus é a nossa Páscoa (passagem) para a vida eterna com Deus, em liberdade e com graça perante nosso Eterno Deus.
Finalizo o texto com esta mensagem, para que na Páscoa você venha a lembrar dela com seu verdadeiro sentido e crendo que sobre a sua vida está o sangue do cordeiro lhe protegendo e te livrando do mal.
Que as bênçãos de Avraham, Yitzhak e Yaacov estejam sobre ti.
Chag Sameach (Feliz festa)!
Outros artigos:

Por que tarda o avivamento
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/01/por-que-tarda-o-avivamento.html

Ecumenismo, onde tem isto na Bíblia
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2010/12/ecumenismo-onde-tem-isso-na-biblia.html

Profetas contemporâneos
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2010/12/profetas-contemporaneos.html

Crentes tradicionais x crentes pentecostais
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/02/crentes-tradicionais-x-pentecostais-por.html



In English:

Passover: The True Easter

Not eggs, chocolate, or rabbits, or Holy Week, or prohibition of eating red meat are or represent something of Easter!

Well, what would Easter? First we have to know when and why that did arise.
In the book of Exodus 12:1-28, tells us the beginning of the Passover celebration had as a commandment and foremost of all the annual celebrations. We have to understand that when it was established, the people of Israel was going through a tremendous change of life, ie, they would no longer be slaves to Pharaoh, to become a free for life before God, rejecting it with Egypt to a conquest of a promised land, the land "flowing with milk and honey."
Such an institution also has to be the fulfillment of a promise made to Israel in the first free and second to protect about their lives, and are then directed to the tenth plague firstborn, "every firstborn would be killed (Exodus 11 :4-9), such institution (Easter) brought this protection, which when the lamb was killed, you would get your blood going and the doorposts and the lintel of every house they ate, and the house which had this (the blood), the angel of death would come and reap the firstborn.

As we see this conclusion has nothing to do with Easter so-called "Christian". First because the lamb is red meat (many think it is a sin to eat meat this week, then only eat fish), has no rabbit (moreover, the rabbit is considered an unclean animal) does not have chocolate eggs ( but bitter herbs and unleavened bread called Exodus 12:8). Therefore, Easter must be another day to reflect as a sign of transition, of sacrifice, protection and providence, than to celebrate a festive occasion and very commercial.

The Jews today to celebrate in this way the book of Exodus, but I make exceptions. First they do something that is not in this commandment, which is called the "chair of Elijah," they put an empty chair and call the spirit of Elijah to come with them (there's nothing biblical about it). Second do not understand its true meaning. Now, I love the Jews because they are my brothers, the chosen people of God, but because of the hardness of the heart can not take the pure revelation of the meaning of Easter and to whom it refers. In the book of 2 Corinthians 3:14-17 the apostle Paul says about the heart of the Jewish people is laid veil, even when they read the Torah (the books of the Law of Moses) can not have the revelation of their meaning, but when some are converted to the Lord, and that veil drawn and is being shown to the freedom gained by the Passover lamb.

The translation of the meaning of Passover is very important. In Hebrews 10:1 says that the Law, ie the old covenant, brought with it the "shadow" of the gifts that God would give to his people, who would be free of the curse of sin, death, thus repeating what there was lost with Adam in Eden. Then all the symbolism printed in the Law, has a meaning and future of heavenly things that would happen.
The Passover itself gives us the sense of change, transition, passage from one life to another. What was it then?

Egypt represents the world, the pleasures the world offers, the sin that enslaves and not let the people be free to worship God, Pharaoh symbolizes the devil, who works and strives to keep humanity enslaved and away from God.
Given this, there is God's plan for man, redemption through the death of one that would be perfect (because the lamb had to be flawless), bringing reconciliation. This lamb was Christ Jesus the Messiah (Jesus the Messiah), the anointed Saviour, who did no sin (Hebrews 4:15), and sacrificed for our forgiveness.

The blood of the lamb was the sign of protection, because as stated earlier, the house that had no blood would be visited by death. The same occurs with Jesus, with his blood gives us protection against death (not exactly the death of the body, because it has to pass through it to receive a glorified body, cleansed of sin and weaknesses), the condemnation of hell , protection against the devil, against sin, against the curse.

Currently, with the blood of Jesus we have a New Covenant, as made with Abraham (Genesis 14:18) through the wine and bread, held in the Supper. When Jesus was on the week of his death on the cross, it was meeting with his disciples celebrated the Passover, but this very moment He also instituted the Supper as a command and a reminder that the promise that was prophesied by Moses to establish Easter was fulfilled!

You no longer need the sacrifice of the lamb because the lamb has been sacrificed is not necessary that done again because the sacrifice was perfect and he is forever, no expiration date. Once with his blood He became our priest, never cease to be, because he became a priest forever after the order of Melchizedek (Hebrews 7:3-28).

Given this then, we have access to the promised land as told in Revelation 21. Jesus is our Passover (pass) to eternal life with God in freedom and kindness of our Eternal God.

I end this message with the text, so that at Easter you will remember it with its true meaning and believing that your life is on the lamb's blood protecting him and freeing you from evil.

May the blessings of Avraham, Yitzhak and Yaakov are upon you.

Chag Sameach (Happy feast)!

sábado, 16 de abril de 2011

O seu amor nunca falha ( Your love never fails)

video

Mais uma vez posto aqui no blog um vídeo do deste pessoal que são muito abençoados! Esta música é muito bonita tanto na letra onde o autor pegou muitos trechos da palavra de Deus, bem como na própria música.

Jesus Culture é um movimento (ajuntamento) que ocorre na Califórnia nos Estados Unidos.

Esta canção fala muito ao meu coração, principalmente porque fala do amor de Deus, este amor que nunca muda, nunca falha, que nos sustenta, nos dá alegria.

Não deixe de assistir. Em breve postarei um vídeo mensagem e mais dois artigos "Pessach - a verdadeira páscoa" e um outro sobre "Dízimos e ofertas".


Again in this blog post a video of this staff that are very blessed! This song is pretty much in the letter where the author took many passages of God's word, and music itself.

Jesus Culture is a movement (Roundup) that occurs in California in the United States.

This song speaks volumes to my heart, mainly because it speaks of God's love, this love that never changes, never fails, that sustains us, gives us joy.

Be sure to watch. Soon I'll post a video message, and two more papers "Pesach - Passover true"and another about "tithes and offerings. "

May the LORD bless you.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Agradecimentos... (Thanks...)

Estamos com quatro meses de funcionamento (o blog) e já atingimos quase 3.000 acessos. Diariamente são uma média de 50-60 acessos. O bom disto é saber que a palavra de Deus está sendo pregada, não só no Brasil, mas também no mundo.

Agradeço aos irmãos dos Estados Unidos que diariamente acessam o blog, bem como os de Portugal, França, Alemanha, Rússia, Angola e até teve alguns acessos do Irã.

Um agradecimento muito especial também ao pessoal da Igreja Batista (C.B.C) - Templo Jovem! Vocês são uma fonte de alegria e um grande sustento para este blog continuar funcionando.

Conto com a intercessão de todos!

Obrigado.
(Estarei postando algumas mensagens em inglês também apartir de hoje)

We have four months of operation (the blog) and have reached almost 3.000 hits. Every day, an average of 50-60 hits. Good to know that this is the word of God is being preached, not only in Brazil but also worldwide.

I thank the brothers of the United States who daily access the blog, as well as Portugal, France, Germany, Russia, Angola and even had some hits Iran
A special thanks also to the staff of the Baptist Church (CBC) - Temple Youth! You are a source of joy and a great support for this blog to keep working.

I am counting on the intercession of all!

Thanks.

(I'll be posting some messages in English also from today)

quinta-feira, 14 de abril de 2011

O fim dos tempos - parte II (a era pós-arrebatamento)


No primeiro texto falamos de uma era do fim antes do arrebatamento, isto é, mais vinculada com os últimos dias da Igreja, a formação do corpo de Cristo aqui na Terra. Foi mencionado também que antes do apogeu do domínio do mal (grande tribulação) a Igreja seria arrebatada (Cristo nos chamará para encontrar com Ele nas nuvens).
Após este lembrete, vamos iniciar nosso estudo deste ponto. Na carta de Paulo em I Tessalonicenses 4:16-17, o apóstolo diz:

Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.”

Com isto, notamos que o advento do arrebatamento é precedido primeiro com a ressurreição dos que morreram com Cristo (morreram antes do arrebatamento) e logo após o arrebatamento daqueles que estão vivos.

Aqui então começa a época da grande tribulação. Em apocalipse 6:1-8 se inicia uma época indefinida antes da segunda vinda (Marcos 13:6-8), onde são relatados os quatro cavalos do Apocalipse (branco, vermelho, preto e amarelo) que representam conquista, guerra, fome e morte. A partir do verso 9 a palavra nos revela que mortes de santos ainda ocorrerão, pois as almas daqueles que já foram martirizados clamam por justiça, porém Deus pede espera pois ainda haveria mais mártires por causa da palavra do testemunho.
É necessário para o estudo sobre o fim das coisas, que tal pessoa entenda que o que foi escrito na Bíblia pode se referir a um período que já aconteceu na época do escritor, mas também pode ser usada para o futuro (2 períodos). Em outras ocasiões são apenas para algo no futuro mesmo e outras tem um simbolismo muito forte que é necessário um encaixe com outras passagens apocalípticas em outros livros da Bíblia, por isto, não vou ficar citando muitas passagens, pois seria muito difícil o entendimento, tentarei resumir o possível.
Pois bem, assim sendo, o período da grande tribulação será uma época em que a Igreja estará celebrando as bodas do Cordeiro (mais ou menos três anos e meio), enquanto isto, aqui na Terra a besta estará com um domínio muito forte e ditatorial, ainda sim, ficaram aqui na Terra alguns que não foram arrebatados, mas que conheciam a palavra e não vão aceitar o domínio e a marca da besta sobre eles, trazendo assim uma sentença de morte para eles, que serão martirizados (Ap. 7:14). Estará sendo retirado como primícias os 144.000 selados (Ap. 7:4) que são nada mais que homens judeus, descendentes das doze tribos de Israel que nunca tiveram contato com mulheres, onde entoarão um novo cântico ao Cordeiro (Ap. 14:3). Ao contrário do que pensam os testemunhas de Jeová, estes não são da Igreja, são pessoas escolhidas nesta época.
Estarão aqui na Terra também duas testemunhas especiais. Em Ap. 11:3-13 nos é narrado tal passagem, onde eles dois estarão pregando a palavra de Deus em Israel (Jerusalém) e tem autoridade para não fazer mais chover e também trazer as pragas que ocorreram no Egito sobre a Terra enquanto profetizarem (alguns sugerem que estes dois são Elias e Moisés). Eles serão vencidos, mas ressuscitarão trazendo ruína e 7 mil mortes para a cidade.
Nesta época também, fenômenos astronômicos ocorrerão. Em Ap. 8:7-12 temos um relato detalhado disto. Para quem gosta de astronomia, física, química e biologia, sabe que o que aconteceria se um meteoro ou um cometa de grande escala caísse na Terra. Antes de sua queda tem uma chuva de pequenos detritos (vers. 7); após este advento, o meteoro cai (vers. 8), note que o escritor (João) fala de um “montanha ardendo em chamas”, vale lembrar que o mesmo não era um estudioso da NASA, porém sua definição nos leva a crer que será um meteoro. No vers. 10 parece um cometa caindo. Note que também o vers. 12 assim como os anteriores, traz conseqüências resultantes de um fenômeno deste, ou seja, escuridão, mortes por causa da radiação (tanto na terra como nas águas), contaminação com a quantidade de cadáveres que não terão como serem enterrados (pois a terça parte dos habitantes da Terra morrerá).
Do cap. 13 ao 19 de Apocalipse vemos períodos, que são do passado, presente e futuro (não vou detalhar por agora neste estudo, pois é imensa esta parte). Temos nestes capítulos a ascensão da besta e seu império; a pregação da palavra de Deus (Ap. 14:6); a perseguição ao povo de Deus pela “Babilônia” (que será o governo da besta, não propriamente esta cidade, pois nem existe mais, mas sim um lugar onde se assemelharia com ela em suas feitiçarias, mortes, poder, engano e etc); temos os remidos com o Cordeiro; um reforço daquilo que já foi profetizado sobre a Terra; uma indicação da besta através do 666; queda da besta e seu reino; e início do Reino de Deus aqui na Terra de forma física e visível após a derrota da besta.
O cap. 20 nos revela que após tal queda, o diabo será mantido preso por 1000 anos, sendo que após este tempo será novamente solto, enganará as nações os seduzindo para lutar com Cristo e seus santos em Jerusalém, sendo estendida até o vale do Megido ocorrendo a batalha do Armagedom, finalizando com a total derrota de Satanás e seu lançamento no lago de fogo. Logo após se inicia a época do Juízo final, sendo também destruídos a morte e o inferno no lago de fogo, no vers. 15 diz que “quem não foi achado no Livro da Vida, foi lançado no lago de fogo”(seres humanos que não aceitaram a Cristo Jesus).
Do cap. 21 ao 22 é só benção, com a descida da Nova Jerusalém, o Templo celestial, novos céus e uma nova Terra, aniquilação do pecado, retirando toda e qualquer maldição (Ap. 22:3), e o reino eterno de nosso Deus e nós reinaremos com Ele para sempre (22:5).
Ainda farei um estudo sobre estes dois últimos capítulos, pois são extraordinários para nos dá fé e esperança.
Que o Senhor lhes dê sua palavra Rhema (revelada) sobre suas profecias. Permaneça firme até o fim que receberás tua coroa de vida (Ap. 2:10).
Que Deus vos abençoe e guarde! 

Outros artigos:

Por que tarda o avivamento
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/01/por-que-tarda-o-avivamento.html

Ecumenismo, onde tem isto na Bíblia
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2010/12/ecumenismo-onde-tem-isso-na-biblia.html

Profetas contemporâneos
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2010/12/profetas-contemporaneos.html

Crentes tradicionais x crentes pentecostais
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/02/crentes-tradicionais-x-pentecostais-por.html



In English:

The end of times (age post-rapture)

The first text comes to an end the era before the Rapture, that is more connected with the last days of the Church, the formation of the body of Christ here on Earth. It was also mentioned that before the heyday of the domain of evil (the great tribulation) the Church would be raptured (Christ call us to join Him in the clouds).

After this reminder, we will begin our study of this point. In the letter of Paul in I Thessalonians 4:16-17, the apostle says:

"For the Lord Himself shall descend from heaven with a shout, with the voice of the archangel, and with the trump of God: and the dead in Christ shall rise first. Then we which are alive and remain shall be caught up together with them in the clouds to meet the Lord in the air: and so shall we ever be with the Lord. "

With this, we note that the advent of the rapture is preceded with the first resurrection of the dead with Christ (died before the rapture) and soon after the rapture of those who are alive.

Here then begins the time of tribulation. In Revelation 6:1-8 begins an indefinite time before the second coming (Mark 13:6-8), are reported where the four horses of the Apocalypse (white, red, black and yellow) representing conquest, war, famine and death. In verse 9 the word reveals that deaths still occur saints, for the souls of those who have been martyred cry out for justice, but God asks because there would still be waiting more martyrs for the word of their testimony.

It is necessary to study on the order of things, that this person understand that what was written in the Bible can refer to a period that has already happened at the time of the writer, but can also be used for the future (two periods). At other times are just something in the future for yourself and others have a very strong symbolism that you need a docking with other apocalyptic passages in other books of the Bible, therefore, will not be quoting many passages, it would be very difficult to understand, try summarize possible.

Well, so will the great tribulation period is a time when the Church will be celebrating the marriage of the Lamb (plus or minus three and a half years), meanwhile, here on earth is the beast with a very strong field and dictatorial even so, they were here on Earth some which were not caught, but who knew the word and will not accept the field and mark of the beast upon them, thus bringing a death sentence for them, who will be martyred (Rev. 7:14 ). Is being withdrawn as the 144,000 first fruits sealed (Revelation 7:4) that are nothing more than Jewish men, descendants of the twelve tribes of Israel who have never had contact with women, where they will sing a new song to the Lamb (Rev. 14:3) . Rather than think of the Jehovah's witnesses, these are not the Church, people are chosen at this time.

Will be here on Earth are also two special witnesses. In Revelation 11:3-13 we are told this passage, where they both are preaching the word of God in Israel (Jerusalem) and has authority to do more rain and also bring the plagues that occurred in Egypt on the Earth as prophesy (Some suggest that these two are Elijah and Moses). They will be defeated but will rise bringing ruin and 7000 deaths for the city.

At this time also, astronomical phenomena occur. In Revelation 8:7-12 we have a detailed account of this. For those who like astronomy, physics, chemistry and biology, who knows what would happen if a meteor or comet large-scale fall on Earth. Before his fall has a rain of small debris (verse 7), after arrival, the meteor falls (verse 8), note that the writer (John) speaks of a "mountain burning with fire," it is worth remembering that the it was not a scholar of NASA, but his definition leads us to believe that is a meteorite. In verse. 10 seems like a falling comet. Note also that verse. 12 as previous ones, has consequences resulting from this phenomenon, ie, darkness, death due to radiation (both on land and in water), contamination with the amount of corpses that will not have to be buried (for the third the inhabitants of Earth will die).

The cap. 13 to 19 of Revelation we see periods are past, present and future (for now I will not detail in this study because this part is great). We have in these chapters the rise of the beast and his empire, preaching the word of God (Rev. 14:6); persecution to God's people by "Babylon" (which will be the government of the beast, not exactly this city, because not longer exists, but a place would look like with her in her witchcraft, death, power, deception, etc.) have the redeemed with the Lamb, a reinforcement of what has been prophesied about the earth, an indication of the beast through 666 ; fall of the beast and his kingdom, and beginning of the Kingdom of God here on Earth in physical form, visible after the defeat of the beast.

Cap. 20 reveals that after such a fall, the devil will be held for 1000 years, and after this time will be released again, to deceive the nations to fight the enticing with Christ and his saints in Jerusalem, being extended to the valley of Megiddo occurring battle of Armageddon, ending with the total defeat of Satan and its release into the lake of fire. Shortly after beginning the season of doom, and also destroyed death and hell into the lake of fire, in verse. 15 says that "anyone who was not found in the Book of Life was cast into the lake of fire" (humans who have not accepted Jesus Christ).

The cap. 21-22 is just a blessing, with the descent of New Jerusalem, the Temple of Heaven, a new heaven and new earth, the annihilation of sin, removing any curse (Rev. 22:3), and the eternal kingdom of our God and we reign with Him forever (22:5).

Still do a study on these last two chapters, they are extraordinary to give us faith and hope.

May the Lord give his word Rhema (revealed) on his prophecies. Stand still until the end that you will receive your crown of life (Rev. 2:10).
Peace be upon you. Amen!

terça-feira, 12 de abril de 2011

João 3:16..... Pense nisto e decida por um novo rumo à sua vida!!!

video

Não compreendo os Teus caminhos
Mas Te darei a minha canção
Doces palavras Te darei

Me sustentas em minha dor
E isso me leva mais perto de Ti
Mais perto dos Teus caminhos

E ao redor de cada esquina
Em cima de cada montanha
Eu não procuro por coroas
Ou pelas águas das fontes

Desesperado eu Te busco
Frenético eu acredito
Que a visão da Tua face é tudo que eu preciso

E eu Te direi:
Que vai valer a pena
Vai valer a pena
Vai valer a pena mesmo

Sim vai valer a pena
Vai valer a pena
Vai valer a pena mesmo

quinta-feira, 7 de abril de 2011

O fim dos tempos


Ouvimos muitos proclamando o fim do mundo, mas afinal, o mundo realmente acabará um dia? Seremos exterminados? Tudo será extinto? Quando isto irá acontecer?
A palavra de Deus nos dá todas estas repostas, porém, não quero falar sobre tudo, porque se não seria necessário pelo menos uns três estudos e bem extensos para falar tudo. Quero me ater a Igreja, ou seja, o final dos tempos com relação à Igreja, o sinal da volta de Jesus, arrebatamento.
Antes de iniciar, quero responder de forma simples e rapidíssima as três primeiras perguntas. O mundo realmente acabará um dia? Não! (apesar de tanta catástrofe, meteoros, guerras, não irá acabar, pois a Nova Jerusalém será aqui na Terra – Apocalipse 21:10); Seremos exterminados? Parte da população antes do dia do juízo sim e a outra depois do dia do juízo final que não estiver com o nome no Livro da Vida terá sua parte com Satanás; Tudo será extinto? Não! Só aquilo que for obra do homem.
Iniciando assim nosso estudo, vamos saber o que espera a Igreja, o final dos tempos antes da volta do Senhor Jesus. Em 2 Timóteo 3:1-9 vemos uma lista considerável de como estará o comportamento da humanidade antes da vinda do nosso Senhor para nos buscar.
Senão vejamos: 1  Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos.
2  Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos,
3  Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons,
4  Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus,
5  Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.
6  Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências;
7  Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade.
8  E, como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes resistem à verdade, sendo homens corruptos de entendimento e réprobos quanto à fé.
9  Não irão, porém, avante; porque a todos será manifesto o seu desvario, como também o foi o daqueles.”

Atualmente o que mais vemos são estes comportamentos tanto fora como dentro da Igreja. Cada vez mais, o ser humano (crentes e descrentes) está se afundando num mar de corrupção, perda dos valores familiares e morais, descrença em Deus (muitos “crentes” dizem que crêem em Deus só da boca para fora), sensualidade, mentiras, falsidade, falta de amor e muitas outras coisas.
Esta é uma grande profecia que a Igreja tem que ficar atenta, pois ela nos revela que HOJE em dia, estamos vivemos em uma época muito semelhante ao profetizado.
Outro ponto ou profecia que temos que nos lembrar, é com relação ao homem da iniqüidade. O apóstolo Paulo adverte a Igreja que estava em Tessalônica (2 Tessalonicenses 2:1-4), para não ficaram apreensivos e não serem enganos, pois o Senhor Jesus antes de voltar será precedido primeiro pela apostasia e o homem de iniqüidade. O que é apostasia? O apóstata nada mais é do que um desertor de uma fé. Muitas nações que um dia abraçaram o evangelho, atualmente o odeiam ou o combatem (Turquia, França, Alemanha, Holanda), mas o exemplo mais contemporâneo são os Estados Unidos que tem se voltado para a idolatria, ateísmo, frieza espiritual, magia, bruxaria, prostituição e incredulidade. A apostasia já está aí, falta somente o homem da iniqüidade se manifestar. Trata-se de alguém que se personifica a iniqüidade, trazendo o engano a mais para aqueles que já são contra o verdadeiro Deus, vai querer ser adorado (poderia ser um Papa, pois o mesmo aceita ser adorado ou alguém que se diz ser Maomé ou um líder que exija tal condição), se oporá contra Deus e contra todo culto à Ele.
Sendo assim, o falso profeta e o anticristo já estão entre nós, o que falta é a besta, porém no apogeu do seu reinado, já não (nós Igreja) estaremos mais aqui, pois seremos arrebatados para não vermos a grande tribulação, só quem ficará é aquele fraco na fé (pecador) que terá que dar sua vida para ser redimido.
É preciso estarmos preparados para sabermos bem quais são os sinais. Muitos pastores usam o texto de Marcos 13:28-32 que fala a respeito da parábola da figueira, sendo que ela representa o restabelecimento da nação judaica (em 1948) como sendo o sinal maior da vinda de JESUS para buscar sua noiva, pois ali (para eles) diz que não passará a geração dos que regressaram para Israel sem que Ele volte.
Isto é um erro clássico! Não tem nada disto. Preste atenção (pois até mesmo eu achava assim, porque me foi ensinado, mas leia a Bíblia que verás outra coisa). Se você ler a profecia inteira, vai ver que está parte foi cumprida nos anos de 64 d.c à 70 d.c, pois a geração aquém Jesus se referia era aquele que estava o ouvindo! A figueira representa Israel, a partir do ano 64 d.c, se inicia uma série de revoltas judaicas (são os ramos da figueira tentando nascer), quando isto estiver acontecendo, o cumprimento da parte desta profecia (destruição do Templo e de Jerusalém) estará “às portas” para tal destruição, ocorrida no ano 70 d.c. sendo assim, aquela geração que ouviu tais palavra de Jesus (ano 27-30 d.c) viu o cumprimento desta profecia, ou seja, não passou AQUELA geração sem tais ocorridos.
É importante salientar que (agora sim), toda vez que Deus quer fazer algo tremendo (Ele agir no meio da humanidade de maneira incrivelmente visível), Ele o faz com Israel estabelecido. Foi assim no Egito com o Êxodo, com Elias, com Davi. O pecado entrou em Israel, então Deus os exilou na Assíria (Reino de Israel) e na Caldéia - Babilônia (Reino de Judá), este último foi o que restou. Teve seu exílio fixado em 70 anos, note que Judá teve que ser restabelecido (Israel não o foi), e por quê?
A palavra diz que o Messias viria de tal tribo, sendo assim, Judá foi refeito não por sua justiça, mas sim porque era necessário isto acontecer para vinda de Jesus. O Messias veio, fez seu ministério, morreu e ressuscitou, após 40 anos aquela nação foi outra vez destruída (e assim ficou por quase 2000 anos) sendo refeita à 63 anos (1948) e por que? Porque o Senhor Jesus está para voltar, porém não tem nada haver com a geração do holocausto, pois uma geração são 40 anos (veja no deserto, levou 40 anos para morrer uma geração e levou 40 anos aquela geração que ouviu as palavras de Cristo sobre a destruição de Jerusalém para ver o seu cumprimento) e como vimos uma geração já se foi desde lá.
Estamos vivenciando os últimos dias antes do arrebatamento, precisamos é estarmos firmes pois muitos serão enganados dando ouvidos à doutrinas de demônios e rejeitando a verdadeira pregação da palavra de Deus.
Para vos dar esperança, conforto e fé, deixo o texto de Apocalipse 21:1-27 e 22:1-4 que é a recompensa daquele que se manter firme até o final, aguardando de forma vigilante a volta de Jesus para sua amada Igreja.
Por isto adore ao Senhor sempre e só a Ele dê culto, santifique-se, consagre-se e conheça a sua palavra cada vez mais para não ser enganado, pois o povo de Deus perece por falta de conhecimento dEle.
Que o poderoso Deus lhe guarde até o dia em que nos encontraremos com Ele. Amém!
Ehalel otcha leolam (Te louvarei eternamente) - Ani uveiti naavod et Adonai (eu e minha casa serviremos ao SENHOR)!

Outros artigos:

O fim dos tempos II (a era após o arrebatamento)
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/04/o-fim-dos-tempos-era-pos-arrebatamento.html

Por que tarda o avivamento
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/01/por-que-tarda-o-avivamento.html

Ecumenismo, onde tem isto na Bíblia
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2010/12/ecumenismo-onde-tem-isso-na-biblia.html

Profetas contemporâneos
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2010/12/profetas-contemporaneos.html

Crentes tradicionais x crentes pentecostais
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/02/crentes-tradicionais-x-pentecostais-por.html