Seja bem vindo

"Bem aventurados os irrepreensíveis no seu caminho, que andam na Lei do Senhor. Bem aventurados os que guardam suas prescrições e o buscam de todo o coração; não praticam iniquidade e andam nos seus caminhos. Tu ordenaste os teus mandamentos, para que os cumpramos à risca. Tomara sejam firmes os meus passos, para que eu observe os teus preceitos." Salmos 119:1-5



terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Quando e como surgiu o mal? Com os anjos maus ou com os homens?


Esta é uma indagação que os ateus gostam muito de usar pela não existência de Deus ou para dizer que se Ele existe, então o próprio criou o mal.
Isto é uma completa distorção da verdade bíblica com relação a natureza de Deus. Ainda mais porque as escrituras nos mostram que Ele é bom, santo, incorruptível e sua natureza não é tocada pela maldade, pelo contrário Ele abomina o que é mal, perverso.
Diante disto, inicio o artigo com a seguinte questão, quando surgiu o mal?
As escrituras em momento algum relatam quando (tempo ou data) que veio a existir o mal! Sabemos que seu início não se deu no Éden com Adão e Eva, pois o diabo estava lá com o mal em si.
A bíblia não nos relata quando, mas nos dá a impressão que o ser que quis agir mal em primeiro foi satanás (Ezequiel 28:13-19).
Antes mesmo do surgimento do homem, o diabo como um querubim quis se exaltar mais do que Deus (Isaías 14:12-15), ele preferiu sentir-se orgulhoso, e não estar mais debaixo da santidade divina que lhe foi dada, mas rejeitando seu estado de pureza (Judas 1:6), não quis mais habitar com Deus, sendo que isto lhe causou a queda.
Então podemos dizer que, independente de quando ou com quem, o mal surge quando desobedecemos a Deus, não sendo Ele o feitor da maldade, mas dando liberdade para cada um tomar sua decisão de como agir, até mesmo aos anjos foi dado este livre arbítrio, ao que escolher não esta mais seguindo os mandamentos e a santidade divina, nele próprio surgirá, ou será gerado a maldade.
Assim podemos afirmar que o mal não foi uma criação, mas sim é iniciado pela não preservação do estado original, santo que Deus fez cada criatura, pois Deus não criou ninguém mal, ou para o mal, mas dando o livre arbítrio, pela simples desobediência, isto gera uma afronta a santidade de Deus e o mesmo não pode mais permanecer diante dele, sendo entregue ao pecado.
Isto nos leva a outra pergunta, como surgiu o mal?
Creio eu que já respondi boa parta desta pergunta com o texto de cima. Porém ainda falta alguma coisinha.
O pecado gera a fragmentação da vida de Deus em nós ou qualquer outro ser que afronta sua santidade e domínio.
Quando alguém escolhe “andar com suas próprias pernas”, ou seja, quando um ser toma a decisão que quer andar sozinho, que não precisa mais de Deus ou que não quer servi-lo. O mesmo se torna inimigo de Deus.
Entenda que o amor de Deus está sobre toda a sua criação, pois Ele é amor, porém quando o ser se afasta dele se torna inimigo de sua magnificência, ao que tudo foi feito para Ele e por meio dele, sendo que se alguém não quer se submeter a Ele, então está estará fora do plano da criação original e será destruído.
Sabemos, porém, que existe para os seres humanos o ministério da reconciliação mediante a cruz, e isto não foi dado aos anjos, ou seja, eles têm o livre arbítrio, mas se pecarem não lhes foi dado o arrependimento, pois não conseguem entender tal revelação destinada aos homens (1 Pedro 1:12). O evangelho não foi para eles, mas para os homens.
Então todo aquele que deixa ser gerado o pecado, recebe o mesmo “DNA” do diabo. Porque o mal, sempre terá a mesma natureza nos seres que o escolheram, isto é, ser contra a vontade de Deus.
Atualmente tenho visto uma levada de pessoas que querem se opor à Deus e seus desígnios, de uma forma consciente de afrontá-lo, ao ponto de querer provar sua não-existência ou sua não-dependência. Nada mais é que a natureza do mal sendo manifestada e aumentada na medida que a humanidade da mais liberdade para ele agir no mundo.
Para concluir, podemos então chegar ao ponto que, Deus só cria o bem, mesmo em partes que Ele manda exterminar um povo, Ele não o fez porque as pessoas eram boas, mas sim porque estavam em uma perversidade tão grande, que não se arrependeriam nunca e Ele teve que fazer isto pelos pecados dos mesmos.
Não vemos Deus dando mandamentos que eram maus, é notado isto pelos dez mandamentos (Êxodo 20). Insta então dizer, que o mal só surge, quando alguém lhe dá uma causa, e está causa é quando não queremos seguir o que é bom, sendo que bom é só Deus, se não queremos estar debaixo de sua vontade e submetidos aos seus mandamentos, então seremos considerados como o diabo, inimigos de Deus, fora da aliança.
Que Deus vos abençoe e não sigam jamais as pisadas que levam um ser para longe de Deus, temos que ser amigos de Deus.
Outros artigos relacionados:
Anjos e demônios: O que a bíblia fala?
Libertação e o misticismo da Igreja
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/01/libertacao-e-o-misticismo-na-igreja.html


Ecumenismo, onde tem isto na Bíblia

http://templojovemvirtual.blogspot.com/2010/12/ecumenismo-onde-tem-isso-na-biblia.html

Não deixem de ir até o final do blog para ver artigos que são os mais acessados.

4 comentários:

  1. QUE PENA, as pessoas q menos crêem na biblia são os que afirmam conhece-la....."Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o SENHOR, faço todas estas coisas." (Isaías 45 : 7)

    A TEOLOGIA HUMANA È LAMENTAVEL.....ESTUDEM MAIS IRMÂOS EVANGÈLICOS.........DISSE JESUS:"E assim invalidastes, pela vossa tradição, o mandamento de Deus." (Mateus 15 : 6)
    Não abrem mão das tradicionais engessadas interpretações humanas. Fundamentam suas crenças em Homens, chamados homens de Deus, quando na verdade só dfendem a Placa a que pertencem, pois, falar e ensinar a verdade, core o risco perder o salario pastoral e as regalias concedidas aos iluminados pelo suposto "ESP. SANTO" ((((($$$$$$$))))

    ResponderExcluir
  2. Caçador de sapatinhos, texto sem contexto é pretexto ó sabidão da bíblia!

    Ele diz "eu faço a paz", e "crio o mal", mas não disse que ele é mau, o contexto se refere a este mal sendo de GUERRA.

    Em outra palavras, eu FAÇO A PAZ E FAÇO A GUERRA, ou libero para guerra, como sinal de punição, e não porque ele gosta.

    Você usou apenas uma referencia, me dá outra que colabora com seu entender.

    ResponderExcluir
  3. Interessante saber disso kkk.sou evangélica e procuro entender o lado de Deus . É melhor compreender e procurar entender .

    ResponderExcluir