Seja bem vindo

"Bem aventurados os irrepreensíveis no seu caminho, que andam na Lei do Senhor. Bem aventurados os que guardam suas prescrições e o buscam de todo o coração; não praticam iniquidade e andam nos seus caminhos. Tu ordenaste os teus mandamentos, para que os cumpramos à risca. Tomara sejam firmes os meus passos, para que eu observe os teus preceitos." Salmos 119:1-5



sexta-feira, 30 de março de 2012

VERGONHA: STJ em decisão polêmica, decide a favor (institucionaliza a pedofilia) da prostituição infantil e do estupro de vulneráveis.


Em uma decisão que favorece os pedófilos e libera o estupro para menores de 14 anos, a Associação Nacional dos Procuradores da República, fez uma nota de repúdio e logo após darei também meu parecer.

Confira abaixo a nota da ANPR:

Procuradores da República deploram decisão do STJ sobre prostituição infantil
A Associação Nacional dos Procuradores da República vêm a público deplorar decisão desta semana do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que absolveu do crime de estupro autor de prática sexual com meninas de 12 anos em situação de prostituição infantil. Com base no argumento de que não estaria comprovado o uso de violência e de que as menores já se prostituíam antes de se relacionarem com o acusado, os ministros da 3ª Seção do STJ concluíram que nem sempre o ato sexual com menores de 14 anos poderá ser considerado estupro.

Na visão da ANPR, a decisão é uma afronta ao princípio da proteção absoluta, garantido pela Constituição brasileira a crianças e adolescentes, e sinaliza tolerância com essa nefasta prática, ao invés de desestímulo. Imaginar que uma menina de 12 anos – notavelmente em situação de exclusão social e vulnerabilidade – estaria consciente de sua liberdade sexual ao optar pela prostituição é ultrajante.

Num momento em que as instituições públicas e privadas preparam-se para combater a exploração sexual infantil durante grandes eventos – como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 -, é lamentável que prevaleça tal entendimento.

De acordo com a procuradora da República Eugenia Augusta Gonzaga (PR/SP), vale ressaltar que, a partir da edição da Lei 12.015/2009, a relação sexual com pessoa menor de 14 anos tornou-se expressamente proibida e considerada como uma das hipóteses de estupro de vulnerável. Antes desta lei, vigia a chamada presunção de violência e se discutia se essa presunção era apenas relativa, ou seja, se prova em sentido contrário seria admitida ou não. Contudo, hoje não há qualquer discussão sobre prova da violência.

AlexandreCamanho de Assis
Procurador Regional da República
Presidente da ANPR

Nota do blog: é com nojo desta corte (STJ), que faço esta nota. Eu como advogado, mesmo que militante em outra área, vi o Código Penal ser anulado em seu artigo 217-A, onde se diz claramente que ter conjunção carnal ou cometer ato libidinoso com menor de 14 anos (treze para baixo) é ESTUPRO. 


Até mesmo o antigo 224 do Código Penal que tratava do assunto, não deixava dúvidas que menores de 14 anos se referia a estupro de vulnerável.

Há muito tempo tenho falado que os juízes, desembargadores e ministros têm tomado o lugar do legislativo, ou seja, há a lei e mesmo assim, antes de cumpri-la, desrespeitam e fazem suas leis! O Brasil se tornou uma terra de ninguém!

Eu apoio por completo a manifestação da ANPR e acrescento mais. Tal julgado irá gerar jurisprudência (um termo que usamos para definir o entendimento de alguma corte julgadora para “rechear” uma peça de ataque ou defesa) para benefícios de muitos outros pedófilos e exploradores infantis!

É um absurdo! A Lei é clara! Independente de consentimento do menor de 14 anos, é ESTUPRO e pronto acabou! Ainda mais em si tratando de EXPLORAÇÃO SEXUAL (prostituição).

Como que estes doutos julgadores tomam uma decisão desta! Espero que tal julgado se estenda até o STF para que lá se tome outro ponto de vista, isto é, o CORRETO! Mas temo que continue a mesma decisão, afinal, o STF também deu uma de legislador quando “legalizou” o casamento gay no Brasil!

Deixo aqui um texto para refletirmos "Vi mais debaixo do sol que no lugar do juízo havia impiedade, e no lugar da justiça havia iniqüidade."  (Eclesiastes 3 : 16)

Pois bem caros leitores, aqui fica meu desabafo, pois com tanta luta contra a pedofilia, vem os que seriam os “defensores da justiça, moral e ética” com uma decisão desta! Vergonha.

Não queria falar, mas vou! Muitas decisões são feitas para livrar a cara de algum bacana (lembre-se da decisão que proibiu o uso de algemas, foi feita porque muitos políticos estavam sendo presos).

Chamo seu senso crítico também, como uma criança tem condição para saber o que é consentimento aos 13, 12, 11, 10 anos para baixo? Sabemos muito bem que nesta idade, a maioria só tem “titica” na cabeça.

Orem por esta nação, pois está se perdendo na falta de do amor de Deus. Estou muito triste com a justiça deste país ao postar esta matéria. Creio que quem tem filho deve sentir o mesmo.



Artigos relacionados:
Aborto: um mal que a Igreja deve combater!
Drogas: um mal que querem legalizar no Brasil:

Comissão do novo Código Penal amplia regras para aborto legal e eutanásia!



Confira ao final do blog os artigos mais acessados.

terça-feira, 27 de março de 2012

Pedro foi mesmo o primeiro “papa” ou isto foi mais uma invenção da igreja católica?


O intuito meu com esse artigo é de esclarecer para todos esta discrepância no tocante a esse assunto.
Pedro nunca foi papa da Igreja do primeiro século e nem dos seguintes, isto foi mais uma invenção da igreja católica e vou falar sobre isto agora, de forma cronológica até o ponto que chegamos atualmente!
Muitos têm dito que o catolicismo surgiu com Constantino (eu mesmo já disse), porém apesar de não estar completamente incorreto, ainda assim não é o certo! Podemos dizer que o “sistema” pode ter iniciado ao relacionar o poder da política com o espiritual.
Constantino não fundou o catolicismo, o que ele fez foi uma reunião com as diversas Igrejas da época em 313 em forma de um concílio, porém ele não detinha o poder sobre as mesmas e NEM modificou nada nelas, apenas em Roma exerceu algum poder, mas bem pequeno.
As Igrejas eram livres, mas começaram perder esta liberdade com Inocêncio I, em 402 que, dizendo-se “governador das Igrejas de Deus”, porém isto foi irrisório, pois Leão I em 440 aumentou sua autoridade. Naqueles tempos ninguém supunha que Pedro foi papa.
Então quando surgiu mesmo o papado?!
O papado surgiu mesmo após a queda do Império romano (476 dc), herdando dele o autoritarismo e o latim como língua.
Só que o primeiro papa, OFICIALMENTE declarado, ou seja, o que iniciou mesmo, foi Gregório no ano de 600 d.c.
Muitos bispos ocidentais eram chamados de “papa” no ano 500, poucos eram os que atribuíam este tratamento aos bispos de Roma.
Assim posso afirmar que o termo papa, o papado surgiu com Gregório em 600, e daí por diante o catolicismo foi definitivamente feito!
Nicolau I no ano 858 foi o primeiro papa a usar coroa. Usou um documento conciliar falso dos séculos II e III que exaltava o poder do papa e impôs autoridade plena. Quando a farsa foi descoberta Nicolau já tinha falecido!
Assim nunca a Igreja primitiva admitiu alguma vez o papado.
O Vaticano projetou-se quando recebeu de Pepino no ano 756 muitos territórios (Taglialatela, II pg. 44).
Carlos Magno elevou o papado a posição de poder mundial, surgindo o “”Santo Império Romano” que durou 1.100 anos. Mais tarde, Carlos Magno arrependeu-se por doar terras aos papas. No seu leito de morte sofreu “horríveis pesadelos”. Agonizando, lastimava-se assim: “Como me justificarei diante de Deus pelas guerras que irão devastar a Itália, pois os papas serão ambiciosos, eis porque se me apresentam imagens horríveis e monstruosas que me apavoram, devo merece de Deus um severo castigo” (Piliati, Tomo I, ano 1776, Edson Thompson, Londres).
O vaticano derramou muito sangue, até ser invadido por Napoleão em 1806. O papa foi preso e perdeu suas terras; tentou reagir mais tarde, mas Vítor Emanuelli em 1870 derrotou novamente as tropas do papa tornando-se o primeiro Rei da Itália.
Assim caiu o “Santo Império Romano”! O papa vencido advertia: “não somos simples mortais, ocupamos na terra o ligar de Deus, estamos acima dos anjos e somos superiores a Maria, porque ela deu a luz a um Cristo somente, mas nós podemos fazer quantos Cristos quisermos”. Referia-se a transubstanciação (Gazzeta da Alemanha nº 21 ano 1870) – Já fiz aqui no blog um artigo rebatendo este negócio de transubstanciação – vide a categoria de artigos com relação ao catolicismo.
Até 1929, os papas ficaram confinados no Vaticano quando Mussoline e Pio XI legalizaram com o tratado de Latrão esse pequeno estado religioso que atualmente é controlado pela Cúria Romana, mas governado per 18 velhos cardeais, que controlam a carreira dos bispos e monsenhores, o papa fica fora dessa pirâmide (Estado de São Paulo 28/03/1982).
Diante disto queridos leitores, não há que se falar que a igreja católica nasceu na época dos apóstolos e muito menos que Pedro foi o primeiro papa.
Tudo um engano dela, principalmente forjando documentos. Porém com relação às escrituras ela não fez alterações, a única alteração foi pela forma de catequismo é com relação ao dez mandamentos, porém sabemos muito bem quais são os corretos e o falsos dela.
No tocante a esse assunto, vide o artigo catolicismo onde rebato isto e ainda mostro que Daniel profetizou isto.
No mais, espero ter esclarecido este ponto.
Que Deus vos abençoe e nos livre de todo engano.
(a parte final, além destes citados, uma de minhas fontes foi do CACP).
Artigos relacionados com o tema:



O erro do batismo infantil
http://templojovemvirtual.blogspot.com.br/2011/10/o-porque-que-e-errado-o-batismo.html

Reposta ao padre que chama os evangélicos de "otários"
http://templojovemvirtual.blogspot.com.br/2012/02/padre-chama-os-evangelicos-de-otarios-e.html


Maria, amá-la ou odiá-la:
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2010/12/maria-ama-la-ou-odia-la.html



Padre falando bobagens sobre a bíblia e os evangélicos:
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/07/padre-da-igreja-catolica-falando-um.html

Catolicismo e seu paganismo, heresias e enganos:
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/06/seitas-e-heresias-adventistas-do-setimo.html

Natal e seu paganismo
http://templojovemvirtual.blogspot.com.br/2011/11/devemos-comemorar-o-natal-mesmo-sabendo.html


A "imaculada concepção" de Maria
http://templojovemvirtual.blogspot.com.br/2011/10/imaculada-concepcao-de-maria-mais-uma.html

Ecumenismo é algo bíblico? Devemos praticá-lo?
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2010/12/ecumenismo-onde-tem-isso-na-biblia.html

Purgatório existe ou não?
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/08/purgatorio-existe-ou-nao.html

Não deixem de ir até o final do blog para ver artigos que são os mais acessados.

sábado, 24 de março de 2012

Leão de Judá Cola - Veio para tomar o lugar da Coca cola (parece comédia)!

video

Ai meu Deus, cada dia que vivo me aparece cada coisa!

Agora vem esse "tiozinho" com a ideía de substituir com seu refrigerante a Coca-Cola. Detalhe, ele é da Universal do Reino de Edir Macedo, nota se simplismente pela forma de falar, ainda mais depois do sacrifício.

Só acho meio difícil ganhar da Coca, pois nem a Pepsi deu conta.

Muitos não conhecem, mas acho que este refrigereco nem vai chegar aos pés do Dolly (que é ruim toda vida) - Até o meio de propaganda está pior do que o Dolly.

Agora essa história que Coca Cola ao contrário é "alo diabo", é muita conversa fiada e ditos de pessoas com a mente fértil (de adubo organico). Tudo para o pessoal da IURD é necessário contar com uma a ajuda do demônio para ver se alavanca os negócios, ou seja, põe o diabo no meio que dá certo! É terrorismo espiritual e agora comercial.

Mas postei este vídeo porque achei engraçado (Bizarro). E aí, vai um?!

quinta-feira, 22 de março de 2012

A briga entre Valdemiro Santiago e Edir Macedo – Universal x Mundial


Antes de iniciar, quero apenas dizer que estou fazendo este artigo a pedidos, pessoas estão me indagando querendo saber meu parecer sobre estes fatos, principalmente após a matéria vinculada pela rede Record no último domingo dia 18 de Março. Pois então vamos lá!
Esta havendo entre estes dois uma baixaria, uma troca de farpas e acusações no modelo daqueles programas de TV tipo, “casos de família”. É um toma lá da cá. Creio eu que todos já perceberam isso.
O problema está é na vinculação do nome dessas instituições com os evangélicos. Em outra palavras, nessa guerra de quem joga mais bosta e levanta os podres um do outro, acaba sobrando para as igrejas que não tem nada haver com o assunto, ao nos assimilarem à eles. Devemos combater isto!
Indo agora para o caso deles, posso dizer que no caso do Edir é pior que o do Valdemiro.
Tanto um como o outro devem no cartório, porém o Edir está anos luz à frente do Valdemiro. A começar pelo investimento em coisas que não são de Deus como à TV Record que foi comprada com dinheiro dos fiéis da IURD e é uma fonte de carnalidade e luta contra o Reino de Deus verdadeiro ao ficarem chamando os crentes de outras Igreja para lá e não abrir espaço para outros pastores.
Além do fato do Edir ser defensor do aborto e bebidas alcoólicas, se utilizada de “exorcismos” para colocar medo em seu povo que está saindo aos montes.
Valdemiro que de bobo não tem nada, está pegando este povo e daí gera esta confusão entre os mesmos.
Vi o pastor Silas Malafaia criticando o Valdemiro, só que ele fez isto porque perdeu o horário para ele na Band, mas antes estavam juntos. Porém nunca vi o Silas bater tanto no Valdemiro como bateu no Edir.
O que quero dizer é que o Edir está colhendo o que plantou por muito tempo, creio que o Valdemiro (que é cria do mesmo) é um tratamento que Deus está dando neste bispo de araque!
Não tenho o que acusar o Valdemiro de ser um apoiador de coisas como aborto ou bebidas, também não posso dizer que o mesmo utiliza seus meios de comunicação para passar coisas que não devem, só vejo ele em seus cultos.
Porém tenho contra ele esta maldita teologia da prosperidade (só que o Edir é muito pior nesta parte, ainda mais foi ele que trouxe isto para o Brasil – serve também de inspiração para muitos “picaretas”). Outra coisa que não concordo com Valdemiro é que ele acha que Jesus foi uma criação de Deus, isto é algo completamente errado. Jesus é Deus e não uma criação como nós.
Com relação às denúncias, vamos ver qual será a defesa do Valdemiro, ele está falando que a matéria é mentira, vamos ver o desfecho dessa história, apesar de muita coisa ser mentira (creio eu que muito foi aumentado) – certas coisas erradas vão aparecer, por isto acho que ele deve explicações por irregularidades.
Este caso está parecido com o da Renascer.
Concluindo, meu parecer é este, tem coisas a serem esclarecidas, mas nem tudo é como foi dito ali, porém o Edir faz muito mais mal com suas heresias do que o Valdemiro!
Ambos tem algo comum, são fechados com eles mesmos! Não se dão com os outros. Não quero fazer um pré julgamento, mas temo que o Valdemiro se torne um Edir ou pior do que ele caso alcance mais poder, não o de Deus, e sim de dinheiro, comunicação e político.
Pelo à todos que sempre falem com as pessoas que não tem nossa fé, que não temos nada haver com eles (IURD e Mundial), que somos diferentes e que eles não são referencias para nós. Devemos combater toda assimilação deles conosco!
Que Deus vos abençoe e que possamos ser a Igreja que fará a diferença para o bem!
 
Artigos relacionados com o tema:
Macumba "evangélica"!
Falsos profetas, como agem e como identificá-los:
Jesus Cristo homem - José Luis Miranda, a nova seita que exalta o 666:

terça-feira, 20 de março de 2012

Os judaizantes atuais (os judeus do Paraguai – falsos judeus)


Há uma percepção em mim, que tem se levantado o mesmo espírito que se levantou nas Igrejas do primeiro século, o espírito judaizante.
O que é um judaizante?
É o indivíduo ou um grupo de pessoas que estão entre meio termo, isto é, não são aceitos pelos judeus por não serem considerados judeus, mas os próprios judaizantes não querem ser taxados de cristãos também, assim não são um nem outro, por um é desprezado e despreza o outro.
São pessoas que crêem em Jesus, mas que também querem mesclar muita coisa da religião judaica, principalmente aquilo que já foi abolido na cruz de Cristo e até mesmo inserem doutrinas de homens.
O fato é que na verdade estão mais perdidos do que cego em tiroteio! Fazem uma bagunça teológica que depois nem eles mesmos sabem mais quem são.
Cada vez mais acrescentam doutrinas, usos e costumes, tudo coisa do homem.
Vemos Paulo combatendo muitos que tinham este tipo de “evangelho”, como por exemplo em Gálatas 1:6-23, onde Paulo chama a atenção dos crentes pois estavam deixando-se levarem por ventos doutrinários, preceitos desnecessários.
Ora, um dos argumentos dos judaizantes é que Jesus não veio fundar uma nova religião, mas dar seguimento na religião que Deus tinha feito. Estão completamente errados. Primeiro que a palavra religião significa “religação”, e quando Cristo veio, ele trouxe uma “nova religação” sim, pois a nova aliança é um caminho muito melhor do que a da antiga.
Porém ainda digo que Deus nunca fundou uma denominação, isto é coisa que os homens fundaram, nem Moisés fundou a nomenclatura “judaísmo”, isto veio bem depois.
O negócio é que querem introduzir obrigatoriamente entre os cristãos, símbolos e tradições que não são colocados para a Igreja, como por exemplo o uso do kipá, de talit, tefilim, comemorações de festas, guarda do sábado, orações e musicas em hebraico, vestimentas.
Tudo isto não passa religiosidade!
Vejo que estas pessoas estão confundindo as coisas, o amor por Israel com a “idolatria à Israel”. Os judaizantes tendem a criar no estereótipo judaico um fascínio.
Existem grupos que faltam pegar um judeu (não cristão) e adorá-lo! É uma cegueira espiritual tremenda.
Há grupos também que viajam na “maionese”, em busca em sites de genealogias, algo que fala que o mesmo é descendentes de judeus, através do sobrenome, aí ele vê lá que tinha algum judeu que tinha Silva no nome e por isto ele é judeu e serve como uma desculpa para ser um judeu (só que judeu do Paraguai).
Só com este dado dá para se ver uma fragilidade na alma, uma tentativa de auto afirmação, em ser importante através da carne, coisa que a bíblia rebate fielmente!
Creio eu, que é um fanatismo de muitos que não tem uma mentalidade e uma fé firmada sadia, que se enveredam por estes caminhos, outros é para chamar a atenção mesmo ao montarem uma seita e heresia.
As pessoas querem se desvincular da igreja católica (que é algo excelente), tomando caminhos desnecessários. Por isto surge estes negócios de só falar Yaho, Yeshua, tem que usar kipa, tem que fazer oração em hebraico e estas coisas...
Contra estes judeus do Paraguai, Paulo em Filipenses 3:2-21 faz uma exortação fortíssima contra estes que querem se rebelar contra a liberdade que se há em Cristo!
O próprio Paulo fala que deixou o judaísmo (pois o judaísmo não era mais fiel à Deus, estava mais carregado de leis humanas que mandamentos divinos – e isto até hoje em dia é bem pior).
O evangelho é algo espiritual, os judaizante buscam coisas que são da carne, e isto Deus não aprova (Filipenses 3:18-19).
Meus querido leitores, quando Paulo fala em Romanos 2:29 que todo que aceita à Cristo se torna um judeu, temos que notar também o que diz nos versículos anteriores, pois o verdadeiro judeu não é o que tem sua fé firmada na carne, na religiosidade, mas sim no espírito, na Lei de Deus, a lei da liberdade em Cristo e não na lei que é da maldição.
Sobre isto, deixarei logo abaixo postagens que tratam do assunto.
Voltando a Paulo, o mesmo reputava ser judeu na carne, reconhecido como o mesmo, tudo isto como “bosta”. Para Deus não há judeu e nem grego agora, mas um só povo, o Israel de Deus.
Alguns judaizantes gostam de pegar o texto de Efésios 2:11-22 para dizer que temos que seguir o judaísmo, pois somos um só povo. Perceba a confusão!
Ser um só povo não significa seguir o judaísmo. Paulo estava dizendo que tanto gentios convertidos como judeus convertidos eram um só povo.
Os judeus que não se convertem à Cristo não tem revelação de nada e não SÃO POVO DE DEUS. Se fossem povo de Deus aceitariam à Jesus, e estariam salvos. O que os judeus não cristãos possuem é uma promessa onde no futuro o remanescente será salvo (este é o povo de Deus).
A palavra de Deus diz que nem todo de Israel é israelita, em outras palavras, não é porque alguém é judeu na carne, que significa que é do povo de Deus!
Quem é de origem judaica de verdade, sabe que os judeus não possuem revelação, muitos estão mais pertos da reencarnação, ateísmo, esoterismo, hinduísmo do que da Torah.
A salvação vem dos judeus (Jesus), mas isto não significa que estão salvos. Devemos separar as coisas para não incidir no erro. Muitos começam a “imitar” os judeus e “brincar” de judaísmo (para mim é o que acontece) sob o pretexto que os judeus que não crêem em Cristo têm a revelação. Ora, se tivessem aceitariam a Jesus.
Amar o povo judeu não significa aceitar coisas que estão erradas! Eu amo o povo judeu, é meu povo, mas isto não significa que tenho que defender coisas que a palavra de Deus não aprova.
Finalizo com o texto de Tito 1:10-16 que diz:
 “10  Porque há muitos desordenados, faladores, vãos e enganadores, principalmente os da circuncisão,
11  Aos quais convém tapar a boca; homens que transtornam casas inteiras ensinando o que não convém, por torpe ganância.
12  Um deles, seu próprio profeta, disse: Os cretenses são sempre mentirosos, bestas ruins, ventres preguiçosos.
13  Este testemunho é verdadeiro. Portanto, repreende-os severamente, para que sejam sãos na fé.
14  Não dando ouvidos às fábulas judaicas, nem aos mandamentos de homens que se desviam da verdade.
15  Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados.
16  Confessam que conhecem a Deus, mas negam-no com as obras, sendo abomináveis, e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra.

Por isto devemos nos afastar dos que querem negar a liberdade outorgada por Jesus na cruz. Deus não está vinculado a religiosidade. Devemos saber que Ele está na busca de adoradores que o adoram em espírito e em verdade.

Não pecado alguém querer usar um kipá, não comer porco, celebrar alguma festa, porém isto não pode jamais virar uma doutrina de salvação, que caso alguém descumpra, incorre no erro.
A lei cerimonial foi abolida na cruz, quanto mais mandamentos de homens.

Não devemos dar ouvidos a estas heresias.
  
Que Deus vos abençoe, orem e amem a nação de Israel e os judeus que não aceitaram AINDA a Jesus, mas não idolatrem e nem deturpe a palavra. Deus é espírito e busca os espirituais, o que provem da carne não serve para o Senhor.
Saibas que na sua veia corre o sangue judeu, o sangue de Jesus, e é esse que importa!

Artigos relacionados:

Devemos guardar o sábado ou o sétimo dia?
http://templojovemvirtual.blogspot.com.br/2012/01/devemos-guardar-o-sabado-ou-o-setimo.html
Por que a maioria dos judeus não aceitou e não aceita a Jesus como Messias?
Pessach, a verdadeira páscoa
Adventistas do sétimo dia

sexta-feira, 16 de março de 2012

Aplica-te à leitura...


Estes dias me deu vontade de fazer um artigo que seria também uma dica, já que muitos tem o acessado e comentado sobre diversos assuntos.

Tenho notado que destes que comentam, as vezes expondo o que pensam mediante o que lhes foi passado de forma errada ou bem rasa, vi um nível baixo de conhecimento gerais (não estou chamando ninguém de burro, pelo amor de Deus, não pensem assim).

Em outras palavras, só se vinculam a determinado assunto, e pior, os conhecimentos que tem do mesmo, são muito fracos e suas fontes são pra lá toscas, sem nexos e sem uma boa base de coerência.

Daí vemos tantos indo por ondas ou ventanias doutrinárias, acreditando em qualquer coisa que se vê ou se lê.

Há pessoas que lêem muito pouco e quando lêem ficam apenas se baseando em alguém, numa teoria ou doutrina e não sai mais disto.

É como um católico que só lê seu livrinho de catequese e não lê a bíblia, ou seja, ele não abre caminho na sua mente para a verdade que a bíblia fala, mas só para o que a “igreja mãe católica” fala.

A palavra de Deus diz para examinarmos tudo e reter o que é bom (1 Tessalonicenses 5:21), por essa razão devemos adquirir o conhecimento através de uma gama de leitura.

Ora, os livros são uma fonte de conhecimento, porém devemos ficar atentos as informações ali contidas, sob um crivo analítico e crítico, traduzindo, “não vá acreditando em tudo que você lê sem primeiro buscar outros pontos de vista”.

Agora imagina isto com relação as coisas da internet. Quantos são os que pegam para si coisas provindas de sites ou vídeos na internet.

Para mim, a internet pode lhe deixar antenado para muitas coisas, porém ela não pode servir para ser à base da cultura e do conhecimento.

Por isto faço um apelo, aprendam a ir em livrarias e comprem livros, vão a biblioteca, conversem com pessoas que gostam e são habituadas na leitura. Leia de tudo, mas é bom sempre ter algumas dicas para não gastar seu tempo e dinheiro em vão.

Caso você não possua condições de comprar livros (estão carinhos) vá a biblioteca, leia lá mesmo ou se puder pegue os livros por empréstimo (para quem não sabe, é quando você retira o livro da biblioteca por um tempo e depois devolve, pode ser de graça ou pagando alguma taxa irrisória).

Outra coisa que me motiva a falar deste assunto é o fato de querer mostrar, que o conhecimento proveniente da leitura nos ajuda em todas as áreas de nossa vida – por isto é bom que em tudo, possamos ter conhecimento. Isto nos ajuda até na forma de evangelizar nas diversas culturas e com diferentes pessoas. Devemos conversar com as pessoas no nível delas para que possam compreender melhor o que estamos expressando, é claro que o Espírito Santo é que faz obra, porém isto não é desculpa para que venhamos ser completamente alheios ao conhecimento geral.

Paulo foi e é um grande exemplo, temos algumas passagens do mesmo onde percebemos que ele tinha conhecimento de diversas áreas, tais como o direito, medicina, filosofia, teologia, antropologia.

É possível ver isto em textos como o de Atos 26:27 onde Festo diz que o muito estudo de livros estava fazendo Paulo delirar – Tito 1:12 Paulo cita uma parte de um texto do filósofo Epimenides – Atos 17:28 cita alguns pensadores gregos.

Insta também falar que Paulo em suas cartas se mostrava uma pessoa bastante culta e sábia, isto porque ele era aplicado à leitura (2 Timóteo 4:13).

Por isso deixo aqui o alerta, se queres crescer, é mister que se jogue ao hábito da leitura. Eu mesmo leio bastante, para crescer profissionalmente, intelectualmente e principalmente na área espiritual, é uma dica nas esferas que precisas crescer com a leitura.

Tenho lido este mês na área espiritual os livros: A excelência da Nova Aliança, de Orton Wiley; Manual de defesa da fé, de Peter Kreeft e Ronald Tacelli; e a Bíblia todos os dias do ano, repetidas vezes (é obrigatório para todo crente) – na área profissional leio este mês: Direito tributário, de Ricardo Chimenti; Teoria geral do processo e processo de conhecimento, de Carlos Barroso; Direito previdenciário, de Marisa Ferreira – na área de conhecimentos gerais tenho lido: Robinson Crusoe (em inglês), de Daniel Defoe; Dicionário filosófico, de Voltaire; hebraico, da Sefer.

Estes livros leio de forma intercalada (o único que leio todos os dia é a bíblia), gasto duas horas (não seguidas) de leitura por dia. Leia sempre e sempre terá bons argumentos!

Finalizo apenas fazendo um desabafo. Acho um ABSURDO alguém que se diz pastor e NUNCA leu a bíblia inteira pelo menos uma vez! É o MÍNIMO que um líder espiritual deve fazer, se não como este levará o rebanho de Deus ao conhecimento com excelência?

Há uma pesquisa que diz que 40% dos pastores nunca leram a bíblia inteira! Isto é preocupante. João 5:39 nos chama a não só lermos, mas EXAMINAR as escrituras, quanto mais um pastor!

Que Deus vos abençoe e aprendam a ter a leitura como um hábito.


Artigos relacionados:
Sou crente e com "orgulho"!
Sede meus imitadores como sou de Cristo.

Confira ao final do blog os artigos mais acessados.

terça-feira, 13 de março de 2012

Comissão do novo Código Penal amplia regras para aborto legal e eutanásia!


BRASÍLIA - A comissão de juristas nomeada pelo Senado que elabora o anteprojeto de lei de um novo Código Penal aprovou ontem um texto que propõe o aumento das possibilidades para que uma mulher possa realizar abortos sem que a prática seja considerada crime. O anteprojeto também contempla modificações que atingem outros crimes contra a vida e a honra, como eutanásia, estupro presumido e infrações graves de trânsito.
A principal inovação na legislação sobre aborto é que uma gestante poderá interromper a gravidez até 12 semanas de gestação, caso um médico ou psicólogo avalie que ela não tem condições 'para arcar com a maternidade'.
A intenção é a de que, para autorizar o aborto, seja necessário um laudo médico ou uma avaliação psicológica dentro de normas que serão regulamentadas pelo Conselho Federal de Medicina. 'A ideia não é permitir que o aborto seja feito por qualquer razão arbitrária ou egoística', afirmou Juliana Belloque, defensora pública do Estado de São Paulo e integrante da comissão. No entanto, abre tantas possibilidades que deve virar uma batalha política no Congresso.
A comissão está preocupada em dar guarida a mulheres em situações extremas, como adolescentes e mulheres pobres com vários filhos. 'A ideia não é vulgarizar a prática, é disseminá-la de maneira não criteriosa', disse Juliana, para quem o aborto é uma questão de saúde pública - 1 milhão mulheres realizam a prática clandestinamente por ano no País.
O anteprojeto também garante às mulheres que possam interromper uma gestação até os dois meses de um anencéfalo ou de um feto que tenha graves e incuráveis anomalias para viver (veja quadro).
A aprovação da matéria foi até tranquila, uma vez que apenas um pequeno grupo de entidades religiosas estava presente à sessão. O grupo, com cartazes contrários ao aborto, chamaram os juristas de 'assassinos' tão logo foram aprovadas as mudanças. Mas em seguida se retiraram da comissão.
Revisão. O texto final deverá ser entregue ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), em maio, após uma revisão dos tipos penais já alterados e também a inclusão de novas condutas criminalizadas, como o terrorismo.
'Não é um texto criminalizador', afirmou o procurador regional da República Luiz Carlos Gonçalves, relator da matéria. Caberá a Sarney decidir o que fazer com as sugestões dos juristas. Ele poderá enviar um projeto único para ser discutido nas comissões do Senado.
'Estamos diante de uma cultura que quer legalizar o aborto a qualquer custo', afirma Dóris Hipólito, da Associação Nacional Mulheres para a Vida. Ela afirma que aprovar o aborto quando há recomendação médica ou psicológica equivale a aprová-lo em qualquer situação. 'É fácil encontrar profissionais que recomendam o aborto mesmo sem qualquer justificativa.' Dóris recorda a história de uma gestante que tinha sopro no coração e recebeu recomendação para interromper a gestação.
'As avaliações sobre a condição psicológica são ainda mais subjetivas', afirma Dóris. 'Atendemos dezenas de gestantes em situação vulnerável. Falo por experiência: abortar não soluciona nenhum problema. Só torna o drama ainda pior. Vi jovens que, ao receberem o apoio adequado, reconstruíram suas vidas quando se tornaram mães. O Estado deveria oferecer esse apoio.'
O obstetra Thomaz Gollop considera as propostas um grande avanço. Ele participou, como médico, da audiência pública para discutir as alterações nos artigos. 'O abortamento inseguro é a quarta causa de morte materna no País', afirma Gollop.
Perdão. O anteprojeto traz outras importantes modificações para os crimes contra a vida e a honra. Entre elas, a eutanásia - prática que atualmente é enquadrada como homicídio comum, com penas que poderiam chegar a 20 anos de prisão - ganharia um tipo penal próprio. Teria como pena máxima 4 anos de detenção. Sua realização, entretanto, poderia ser perdoada caso fique comprovado por dois médicos que o paciente, acometido de doença grave e com quadro irreversível, esteja sendo mantido vivo artificialmente.
Os juristas também sugeriram alterações para reduzir a idade mínima do crime de estupro presumido. A idade cairá de 14 anos para 12 anos, atendendo ao previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A comissão ainda decidiu que não será mais crime ser dono de casa de prostituição.
Para dar conta dos crimes de trânsito, os integrantes da comissão sugeriram criar a figura da culpa gravíssima no Código Penal. Por ela, quem for pego dirigindo embriagado ou participando de racha em via pública poderá ser preso por até 8 anos.
Nesse ponto, a comissão estuda avançar ainda mais. Estudam, por exemplo, dar fé pública para um guarda de trânsito para atestar a embriaguez de um condutor. Caberia nesse caso ao motorista atestar que está sóbrio fazendo o teste do bafômetro.
Outra mudança sugerida pelo anteprojeto foi aumentar as penas para crimes como calúnia, injúria e difamação (mais informações nesta página).
'Hoje, em termos de comissão, talvez nós tenhamos aprovado as matérias penais mais polêmicas para a sociedade', afirmou o presidente da comissão, ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Gilson Dipp.
Fonte: estadão.com.br
Comentário do blog: Desta vez não é o judiciário que está fazendo as vontades do governo, a culpa agora é dos parlamentares mesmo! Aproveitaram para modificar certas coisas que precisavam ser modificadas mesmo e ampliaram (legalizaram o aborto) as hipóteses legais abortivas.

Só tenho a lamentar! Na semana passada postei algo sobre o abortamento e também sobre a EUTANÁSIA, coisa que nenhum site ou blog tem falado.

Com esta ampliação, a mulher pode abortar (MATAR) seu filho até a 12ª semana caso não tenha condições financeiras ou psicológicas - pode abortar (MATAR) seu filho em caso seu filho apresente alguma anomalia ou padeça de Anencefalia. Este ponto aqui foi dito no artigo que fiz sobre o aborto, o nome disto é eugênia, em outras palavras, estamos tendo os mesmos ideias nazistas (criando uma cultura ariana, do perfeito).

Esta ampliação libera também a eutanásia em qualquer pessoa.

Talvez você não ache que isto interfira em sua vida, PORÉM como pessoas espirituais, devemos ter o discernimento que estes pecados trarão consequencias sobre a nação.

Que o Senhor tenha misericórdia do Brasil.


Artigos relacionados:
Aborto: um mal que a Igreja deve combater!
Drogas: um mal que querem legalizar no Brasil:
A bíblia é contra bebidas alcoólicas?
Maldição hereditária, o que a bíblia fala?
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/07/maldicao-hereditaria-existe-ou-nao-o.html

Confira ao final do blog os artigos mais acessados.