Seja bem vindo

"Bem aventurados os irrepreensíveis no seu caminho, que andam na Lei do Senhor. Bem aventurados os que guardam suas prescrições e o buscam de todo o coração; não praticam iniquidade e andam nos seus caminhos. Tu ordenaste os teus mandamentos, para que os cumpramos à risca. Tomara sejam firmes os meus passos, para que eu observe os teus preceitos." Salmos 119:1-5



terça-feira, 30 de outubro de 2012

O feitiço de Lula...



Tenho visto a grande parcela da população brasileira enfeitiçada pelo “mito” criado chamado Lula.

Hoje ter Lula do seu lado (políticos) é um sinal de quase certeza que irás lograr êxito na campanha, ou seja, Lula tem sido o melhor cabo eleitoral de todos. O povo crer mesmo que Lula foi e é o melhor para o Brasil.

Caros leitores, o brasileiro sofre é porque merece mesmo, são cegos ou se fazem de cegos.

Fico pensando, como podem não enxergarem esse julgamento do mensalão que trouxe ( o mensalão) e ainda trará muitos prejuízos para o Brasil? Será que ninguém vê que Lula era o grande articulador? O cara era o presidente da república, rodeado de todos estes que estão sendo julgados e não sabia de nada?! Para né!

Fora o tanto de engano que nos é lançado. Você acha mesmo que a dívida do Brasil com o FMI foi extinta? Pelo contrário, o Brasil fez mais ainda.

A corrupção nunca foi tão combatida não é porque os tempos estão mudando, ou pior, porque o PT que é um partido democrático e quer limpar a sujeira, não é por isso não, na verdade o que está acontecendo é que ela está tão grande que irá levar o Brasil para o buraco.

Não sou amante de política, sei que independente de partido há corrupção, porém minha indignação e é por isso que fiz este texto, é com relação ao endeusamento de Lula, colocando ele como um santo, alguém acima das mazelas e da sujeira da política.

O que Collor fez nem chega ao dedo mindinho de Lula com relação às corrupções do PT. O rombo do mensalão foi de longe, muito maior que o rombo de 1992 com Collor de Melo, que na ocasião foi afastado do poder e logo após destituído com o impeachment.

Pode ser também que as pessoas dessa época tivessem mais vergonha na cara, mais consciência política, talvez por serem uma geração mais próxima de uma era pós-ditadura.

A atualidade tem nos mostrado que o povo foi enfraquecido politicamente falando. Olhem para as faculdades, os movimentos estudantis acabaram, na verdade eles se tornaram aliados da corrupção, seus líderes são filiados a esses partidos.

O povo está debilitado mentalmente, alienado com a política, sem forças. Somos dominados pelo STF, regidos por um órgão que está fazendo uma função de executivo a mando do mesmo (joga para o STF aquilo que pode queimar do Congresso).

É bom ressaltar que, esse julgamento do mensalão, Lula foi citado por um advogado como o mandante de tudo, e nada aconteceu!

Não seria difícil voltar ao Brasil uma ditadura, e pelo andar da carruagem, seria uma comunista “a lá Cuba”.

Termino apenas expressando que, o povo está enfeitiçado por Lula, que seduziu suas mentes e arrebatou seus corações, não fez nada de grande (me mostrem algo que mudou o Brasil no seu governo), mas assim mesmo, o colocam como o salvador da pátria! Vai “Sasá Mutema”.

Que Deus tenha misericórdia dessa nação, pois sabemos que toda autoridade só existe porque Ele constitui, para o bem de uma nação, como também para lhe trazer a ruína por causa de seus pecados.

(Sasá Mutema foi um personagem de Lima Duarte em uma novela chamada O Salvador da Pátria – um matuto como foi Lula que se tornou político).


Artigos relacionados:
Aborto: um mal que a Igreja deve combater!
Drogas: um mal que querem legalizar no Brasil:
Confira ao final do blog os artigos mais acessados.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Quando as forças se acabam...



É duro, mas a vida nos mostra que chega determinadas provações que temos que enfrentar onde, nos deparamos com a situação em que não há mais forças para lutar ou reagir, tudo está aparentemente acabado, perdido.

Na vida do crente não é diferente só por ele ser crente.

Não é demonstração de derrota ou fraqueza, quando alguém que serve a Deus reconhece que não consegue suportar mais alguma situação, daí vem um divisor de águas.

Caso este não busque ao Deus que pode mudar sua sorte, com toda certeza, virá ser aí derrota e fraqueza.

Porém se nos humilharmos perante a Deus, reconhecendo que Ele pode fazer a obra em nossa vida, segundo seu querer, não é derrota, pelo contrário, a confiança em Cristo e convicção que o homem é pequeno em força, já vem a ser um indício de vitória.

Na bíblia á várias passagens, onde homens de Deus reconhecem que não dão conta mais sozinhos, não que estavam só, apenas que determinadas lutas exigem uma confiança e entrega maior em fé, a esse Deus que opera no impossível.

Vemos passagens como Salmos 121:1 que diz “Levantarei os olhos para as montanhas de onde virá a minha ajuda”, Isaías 65:24 diz “Antes mesmo que me chamam eu lhes responderei, estarão ainda falando e já serão atendidos”, Jó 22:28 diz “Determinando tu algum objetivo, ser-te-á firme em teu negócio, e a luz brilhará em teus caminhos” e Filipenses 4:19 que fala “Em recompensa, o meu Deus há de prover magnificamente a todas as vossas necessidades, segundo a sua glória em Jesus Cristo”.

Com isso podemos ter a certeza que as lutas são na verdade um instrumento para crescermos em fé para com nosso Senhor.

Se pedirmos mais fé, Deus nos dará situações para que venhamos a usá-la.

Da mesma forma só teremos vitórias se houver lutas, se não há desafio, não há um vencedor.
O fato é que, como sendo crentes em Deus, devemos saber que não estamos lutando ou passando por um momento difícil sozinhos. Ele está conosco e quer mostrar seu poder quando estamos fracos e abatidos.

Se humilhar diante dele é um dos maiores sinais de dependência de Deus.

E quando as forças se acabam, o poder de Deus se aperfeiçoa em nós.

Que Deus vos abençoe, e quando tudo estiver perdido, saiba que existe uma luz, e essa luz é Jesus!

Artigos relacionados:

O Espírito Santo, meu melhor amigo.

A Importância de se frequentar a Igreja.

Não deixem de ir até o final do blog para ver artigos que são os mais acessados.

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Jefté sacrificou ou não sua filha? Uma análise do voto.


O texto está em Juízes 11:29-40 onde vemos Jefté, um juiz em Israel, após uma vitória com a ajuda de Deus sobre os amonitas, faz um voto dizendo que o que lhe viesse ao encontro em sua casa, ele ofereceria em holocausto ao Senhor.

Sendo que, o que lhe veio ao encontro após mais uma vitória foi sua filha, única filha, não tinha outro filho também. Esse ao encontra-la rasga sua vestes e chora ao passar para ela o voto que fez. Sua filha aceita e obedece, pede apenas um tempo (dois meses) para chorar sua virgindade junto com sua companheiras.

Acabado o tempo, Jefté cumpre nela o voto e a bíblia termina essa história dizendo que a mesma nunca manteve relação sexual com algum homem e de ano em ano mulheres lamentavam por quatro dias o acontecido.

Bem, com esse resumo do texto, fica a pergunta, afinal, ela foi sacrificada (morta e queimada) ao Senhor, ou esse sacrifício foi outro tipo?

Sabemos que Deus não aceita sacrifícios humanos, tanto que na antiga aliança era animais sacrificados, ao que após o único sacrifício humano para nossa salvação, que foi também divino, nem os de animais são necessários.

Desta forma, podemos dizer que Deus não aceitaria tal voto, por ser algo que afronta sua lei!
Porém mesmo Deus não aceitando, não significa que não foi isso que Jefté fez, talvez por ignorância (não conhecimento da lei divina) ao achar que Deus seguia os mesmos preceitos dos outros deuses (sacrifícios humanos).

Outro ponto de vista levantado, é que não foi feito o sacrifício de morte, mas sim um “sacrifício vivo”, isto é, no caso tem tela, o sacrifício foi a filha de Jefté ter permanecido virgem, não se casado.

Alguns chegaram a esse ponto de vista com relação a parte final, onde há uma grande ênfase nela ter se mantido virgem e ter lamentado sua virgindade também.

O fato é que, isso até seria cogitado se não fosse a fato de Jefté ter dito, “o que me sair primeiro em minha casa, oferecerei como holocausto ao Senhor”. Jefté não fala se é humano ou animal. Poderia estar muito bem pensando num animal que veria de primeiro e seria natural esse sacrifício de morte, porém não o seria se fosse para esse permanecer virgem.

Mesmo se fosse humano, poderia ter vindo primeiro um servo, ou até mesmo sua esposa (que não seria virgem).

Desta forma, podemos concluir que, o mais provável foi um voto precipitado de Jefté, reprovado por Deus, porém cumprido por esse juiz de Israel da época, por ignorância ou desconhecimento da Lei que proíbe sacrifícios humanos.

Vemos mais na frente, que Jefté teve sérios problemas em seu governo e também, em vista de outros juízes, seu comando foi curto.

Há certas coisas na bíblia que não significam que ele aprovou aquilo, mas está escrito para nossa reflexão e entendimento, onde Deus tem sua lei e quando não a conhecemos, temos um tendência a errar achando que estamos fazendo algo correto.

Leia sempre a bíblia, para não cometer erros que Deus nos mostrou para não o fazer.

Não faça votos precipitados ou promessas fora do padrão bíblico, tipo, “se o Senhor fizer tal coisa, vou largar minha esposa”, este é um voto “La Jefte”, ou seja, sem aparo bíblico, pior, contrário a bíblia!

Que Deus vos abençoe e que seus votos sejam com responsabilidade.

Artigos relacionados:

O verdadeiro jejum:

O Espírito Santo, nosso GPS:

Como surgiu o Cânon bíblico atual (Bíblia) e por que outros livros não foram inseridos?

http://www.templojovemvirtual.blogspot.com.br/2012/02/importantissimo-como-surgiu-o-canon.html

Devemos guardar o sábado ou o sétimo dia?
http://www.templojovemvirtual.blogspot.com/2012/01/devemos-guardar-o-sabado-ou-o-setimo.html
Por que a maioria dos judeus não aceitou e não aceita a Jesus como Messias?



terça-feira, 9 de outubro de 2012

Tietagem no meio gospel e o mundanismo.



O atual cenário evangélico tem proporcionado aos meus olhos situações ridículas, marqueteiras e tendenciosas.

A coisa mais comum do “meio gospel” hoje em dia é escolher algum famoso secular para dizer que o tal é evangélico, simpatizante ou que mesmo afastado do evangelho, o mesmo ainda nutre uma vida nos padrões cristãos.

É tudo uma vitrine de como anda a cabeça de muitos evangélicos que ainda amam o mundanismo e fazem de tudo para tentar alimentarem, coisas que gostavam quando estavam fora dos caminhos de Deus.

A “idolatria” continua com os ídolos musicais ou artísticos do passado.

Vou citar um exemplo:

A cantora Katy Perry (que era Hudson quando “evangélica”), veio de uma família evangélica, até mesmo chegou a gravar CD gospel, porém na atualidade é uma cantora mundana, com atitudes terríveis e mesmo assim, há pessoas “evangélicas” que dizem que ela é evangélica, que possui um pensamento pautado na palavra de Deus!

Quanta bobagem quando vejo coisas assim em sites “gospeles”! Só pode estar brincando.
Existe uma música desta cantora chamada “I kissed a girl” que fala a respeito de uma experiência (curiosidade) que teve ao beijar uma garota e ainda contou para o namorado que gostou.

É de doer essas coisas, fora que a mesma faz uma apologia a depravação sexual em outras canções. Se isso é ter uma mente pautada no evangelho, só quero saber qual!
Outro que gostam de dizer que era evangélico só para continuarem seguindo o mesmo como fãs é o Elvis Presley.

Existe até mesmo um DVD que mostra o “lado evangélico dele”.

Vamos combinar uma coisa, ter frequentado um dia uma igreja ou ido em alguns cultos não significa que a pessoa tenha entendido o evangelho. Quando assisti esse DVD que citei, vi mais um Elvis gostando do estilo de música do que propriamente cantando para Deus. Ele gostava do estilo “acapela”, comum nas igrejas americanas, principalmente entre os negros, porém dizer que isso fazia dele um evangélico, é um erro.

A vida dele era uma completa bagunça.

Não vou deixar de fora os “as personalidades do tupiniquim”.

Facilmente vemos falando que Joelma do calipso, Xandy e Carla Perez, Monique Evans, Gretchen, e outros mais que se dizem evangélicos, dando amostras que de evangélicos não tem nada.

Do que adianta falar que é de Jesus na igreja sendo que quando vem o carnaval, os mesmos estão lá cantando e dançando para o diabo? Do que adiante falar que é evangélico se faz novelas onde o ator faz papel de gay e não vê problema em ter que fazer um beijo gay, sendo um levantador da bandeira gay?

Vejo até mesmo cantores como a Katy Perry que estão na verdade é atrás do dinheiro, se não deu certo no meio gospel, vamos para o mundo então. Com alguém que um dia compõe e canta uma música para Deus e depois vai para o mundo e compõe uma música falando e dedicando a prostituição, e fala que é crente ainda?

Por favor, se tem crente que pensa igual a esse povo, terão uma surpresa desagradável quando se encontrarem com o que sonda os corações e não toma por inocente o culpado, o de quem ninguém zomba sem receber o devido castigo!

Termino colocando um texto base que refuta de vez qualquer tentativa de introduzir o mundanismo e essa tietagem na Igreja que esta em I Tessalonicenses 5:22 onde diz “fugi da aparência do mal” e também em II Coríntios 6:14 que fala que “não há comunhão entre luz e trevas”.

Assim meus caros leitores, quem nasceu de novo, é uma nova criatura, as coisas velhas se passaram e tudo se fez novo, não vivemos mais uma vida mundana, na carne e sim no espírito, para Deus, negando a nós mesmos.

Se alguém que se diz convertido não negar a si mesmo, não é digno de ser salvo por Deus, pois assim como Cristo se doou por nós, devemos fazer o mesmo por ele!

Que Deus vos abençoe e guarde de todo engano!

Artigos relacionados:

Garota de programa com seus "serviços de prostituição", oferece oferta para a construção do Templo de Salomão da IURD.


Suicídio entre os jovens:
Drogas, um mal que querem legalizar no Brasil.
A bíblia é contra bebidas alcólicas?

sábado, 6 de outubro de 2012

“Estou disposto a pegar em armas se preciso for”, diz ativista gay!


Em um novo vídeo divulgado pelo deputado Marco Feliciano (PSC-SP), um ativista gay promete pegar em armas se for preciso para defender sua ideologia. Feliciano já havia publicado um texto em seu blog intitulado “Ativismo gay só serve para promover violência. Acorda Brasil!”. Na ocasião o parlamentar havia prometido divulgar o vídeo mostrando um ativista gay em um seminário promovido pelo deputado federal, Jean Wyllys (PSOL-RJ), fazendo ameaças aos evangélicos.

No vídeo divulgado nesta madrugada, um ativista do Movimento LGBT, Marcio Retamero que intitula-se pastor, chama de “desgraçados” e de “fundamentalistas religiosos” os políticos que defendem a família e a fé cristã.

Marco Feliciano já havia divulgado outro vídeo em que Marcio Retamero, dá a entender que as palavras contidas na Bíblia Sagrada são mentirosas. Neste mesmo vídeo, Jean Wyllys concede 1 minuto para que Marco Feliciano fale, mas o parlamentar evangélico é impedido de falar por ativistas que assistiam ao seminário. Wyllys ainda tenta pedir ordem, mas sem sucesso.

“O termo homofobia (criado por eles) significa ÓDIO E VIOLÊNCIA contra homossexuais. Quando digo qualquer coisa que não seja o que eles querem ouvir, esmagam minha imagem na internet e me expõe como louco, desequilibrado, fanático, intolerante, fundamentalista e homofóbico, ou seja, alguém que esta odiando e incitando violência contra gays, mas na verdade é bem o contrário”, disse o pastor com exclusividade ao Gospel Prime.

Feliciano tem alertado sobre os planos do Movimento LGBT e em outro texto publicado no seu blog afirma que o Ministério da Educação (MEC) e o Conselho Federal de Psicologia (CFP) podem estar planejando lançar um novo “kit gay”. Feliciano também acusa o CFP de estar fazendo apologia ao homossexualismo e promovendo ações para implantar um novo material sobre sexualidade nas escolas.

Assista aos vídeos:

Pegar em armas
video

Baderna e xingamentos a bíblia

video


Fonte: Gospelprime

Comentário do blog: Não sou muito de me iludir com o Marco Feliciano, vi projetos dele que chegam ser uma aberração com tanta falta conhecimento das leis e da realidade.

Porém neste contexto, assim como muitos outros parlamentares da bancada evangélica que, por mais desqualificados são, a temática em questão é defendida com os primórdios certos.

É bom que se observe como agem verdadeiramente esses movimentos homossexuais!

Respeito os homossexuais na liberdade de escolha, mesmo sendo completamente contrário a prática e sempre serei, mas no tocante aos movimentos, nem respeito os tenho, e digo mais, não estou sozinho, até mesmo muitos homossexuais são contra os mesmos!

Família biologicamente e afetivamente correta sempre!

Artigos relacionados com o assunto:
A Igreja deve aceitar a união estável e o casamento homossexual?
Redes de ensino e a apologia ao homossexualismo
A Bíblia prega violência contra os homossexuais?
Davi e Jonatas eram homossexuais?
Homossexualismo (homossexualidade): por que a bíblia é contra?
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/05/alerta-homossexualismo-homossexualidade.html
Menino inicia tratamento de mudança de sexo aos oito anos.
Não deixem de irem até o final do blog para verem as matérias mais populares.

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Dilma e a Islamofobia, e o filme de Maomé; Pr. Silas comenta.



A presidente Dilma Rousseff discursou na ONU nesta terça-feira (25) e colocou seus pontos de vista desprovidos de coerência e visão democrática. Durante seu pronunciamento, Dilma afirmou haver Islamofobia no Ocidente, ignorou a Cristofobia (como o famoso caso do Pr. Youcef Nadarkhani), responsabilizou Israel pela crise do Oriente Médio, e propôs o reconhecimento do Estado Palestino como membro pleno das Nações Unidas.

Confira abaixo trecho do constrangedor discurso da presidente Dilma Rousseff na ONU:

Ainda como presidenta de um país no qual vivem milhares e milhares de brasileiros de confissão islâmica, registro neste plenário nosso mais veemente repúdio à escalada de preconceito islamofóbico em países ocidentais. O Brasil é um dos protagonistas da iniciativa generosa “Aliança de Civilizações”, convocada originalmente pelo governo turco.

Com a mesma veemência, senhor Presidente, repudiamos também os atos de terrorismo que vitimaram diplomatas americanos na Líbia.

Senhor Presidente,

Ainda com os olhos postos no Oriente Médio, onde residem alguns dos mais importantes desafios à paz e à segurança internacional, quero deter-me mais uma vez na questão Israel– Palestina.

Reitero minha fala de 2011, quando expressei o apoio do governo brasileiro ao reconhecimento do Estado Palestino como membro pleno das Nações Unidas. Acrescentei, e repito agora, que apenas uma Palestina livre e soberana poderá atender aos legítimos anseios de Israel por paz com seus vizinhos, segurança em suas fronteiras e estabilidade política regional.

Pr. Silas comenta:

Um dos mais desastrosos e medíocres discursos feito por um estadista brasileiro nas Nações Unidas. Vamos aos fatos:

1. Nunca vi uma coisa tão descabida fora da realidade, como a afirmação da presidente Dilma Rousseff, de que no ocidente existe uma Islamofobia. Pergunto: Em que nação do ocidente houve o impedimento para a construção de uma mesquita? Em que nação do ocidente um islâmico é proibido de praticar a sua fé? Em que nação do ocidente eles são perseguidos, presos, e ateiam fogos em suas mesquitas? Que declaração estúpida da presidente, querendo fazer média com as nações muçulmanas. Porque em qualquer país democrático do ocidente eles são livres para suas práticas religiosas.

2. A presidente Dilma perdeu sim, a oportunidade de falar da Cristofobia, onde nos países muçulmanos como Indonésia, Nigéria, Irã e etc… Pastores e cristãos são presos e assassinados, Igrejas com gente dentro são queimadas, proibição de abertura de igrejas cristãs, e uma verdadeira perseguição religiosa. A presidente perdeu a oportunidade de falar sobre isso, pois o Brasil é composto de 90% de cristãos, e aqui no nosso país não existe nenhum tipo de perseguição ou retaliação aos muçulmanos. QUE VERGONHA! A presidente Dilma perdeu a oportunidade de ficar de boca fechada sobre este assunto. Não vimos nenhum movimento dela em favor da libertação do pastor Youcef no Irã, preso pelos intolerantes islâmicos do Irã.

3. Quanto ao outro assunto que só haverá paz no Oriente Médio quando houver um Estado pleno e soberano palestino, faço as seguintes colocações:

Israel é o único Estado democraticamente pleno no Oriente Médio. Os que governam os palestinos são grupos terroristas que pregam a eliminação do Estado de Israel, e que praticam atentados contra a soberania deste Estado. Como Israel poderá reconhecê-los?

Os palestinos querem Jerusalém como sua capital. Como isto pode acontecer se Jerusalém é a capital do Estado de Israel, foi fundada pelo rei Davi, e Jerusalém, na história, nunca foi capital de Estado Árabe? Como um Estado soberano vai dividir sua capital?

Israel ocupa 1% de todo território, não se engane com a propaganda. Os palestinos são de origem árabe, não possuem cultura palestina, possuem uma língua e cultura árabes. Milenarmente aquelas terras pertencem a Israel, creio que haverá paz (tirando aqui a questão escatológica e espiritual) quando eles reconhecerem o Estado de Israel como uma nação soberana.

4. Por que a comunidade internacional não defende uma nação soberana para os curdos que vivem em parte do Iraque, Irã e Turquia? Por que não separam esta região de pequenas partes destes países para formar um Estado Curdo? Por que, também, a comunidade internacional não luta em favor do país Basco, que está na região da Espanha?

5. Meu recadinho final para a presidente Dilma sobre Israel:

Abençoareis os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem.

6. Quanto ao filme amador que ridiculariza fundamentos da fé Islâmica, eu tenho dito que no Brasil pode falar mau de Deus, diabo, pastor, padre, evangélicos, católicos, presidente, etc… Não se podia falar contra gay, e agora também contra o Islamismo. Nas novelas debocham de evangélicos e pastores, e no cinema mundial existem vários filmes e documentários debochando da fé dos evangélicos e dos católicos. Ninguém fala nada, ninguém diz nada, e ainda se utilizam do Estado Democrático de Direito, onde a crítica é livre – e eu concordo com isto. Será que a democracia está se dobrando ao terror, e ao medo de retaliações sanguinárias, das ameaças provindas de extremistas religiosos islâmicos? Que vergonha um juiz ir contra a constituição brasileira e mandar retirar um filme de quinta categoria que debocha do Islã. Sejam nós, evangélicos, católicos, islâmicos, espíritas, etc.. Temos que entender que no Estado Democrático de Direito estamos sujeitos ao deboche, à crítica, à contradição, e que também temos o direito, segundo nossas convicções, de utilizarmos os mesmos princípios. Não podemos nos dobrar a nenhum tipo de radicalismo que fere os princípios democráticos. Como disse o presidente Obama: “O filme é ridículo e repugnante, mas nada está acima da liberdade de expressão”.

Fonte: Verdade Gospel


Artigo relacionado com o tema:
Islã: suas diferenças com a fé judaico-cristã.

Não deixem de ir até o final do blog para ver artigos que são os mais acessados.